João Pessoa, 26 de fevereiro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
paraibana

Bancada condena vídeo de Bolsonaro contra Congresso

Comentários:
publicado em 26/02/2020 às 18h27
atualizado em 26/02/2020 às 19h25
A- A+

A bancada federal da Paraíba reagiu ao vídeo divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convocando militantes para a manifestação do próximo dia 15 de março contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal.

No Twitter, o deputado Efraim Filho (DEM), coordenador da bancada paraibana, afirmou que o momento pede do presidente diálogo e concentração de esforços contra o coronavírus.

“Agora com uma epidemia mundial batendo a nossa porta, é hora dos seus líderes estarem dialogando e concentrando esforços conjuntos p/ enfrentarem esse desafio. A Constituição já dá a solução em seus princípios: “poderes independentes sim, porém harmônicos” O Brasil precisa”, escreveu.

O deputado Gervásio Maia, presidente do PSB na Paraíba, escreveu que não se pode “tolerar esse tipo de absurdo”.

“Bolsonaro (mais uma vez) ataca as instituições, desrespeita a democracia, a Constituição e o povo brasileiro. O último regime que propôs fechar o Congresso mergulhou o país em anos sombrios com tortura, mortes e crimes contra a humanidade. Não podemos tolerar esse tipo de absurdo”, disse.

O petista Frei Anastácio classificou de “greve” a ação de Bolsonaro e considerou que “fere frontalmente os princípios democráticos”.

“É extremamente grave e fere frontalmente os princípios democráticos e constitucionais, a iniciativa do presidente da República e outros integrantes do governo, que estão incitando  a população contra o Congresso Nacional”, declarou.

Ex-aliado de Bolsonaro, o deputado Julian Lemos, do PSL, também criticou o presidente.

“Eu não me manifesto a favor de nada que possa fortalecer uma ruptura institucional. O presidente Jair Bolsonaro não foi eleito desta forma. Imagine se a esquerda tivesse feito o que queria, que era dar um golpe? É através do processo democrático que nós podemos mudar. É mais lento. Não é o mais rápido, mas é o melhor”, disse o deputado, ao afirmar que não vai ao ato”, disse.

Para o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB), o comportamento de Bolsonaro é “antidemocrático e irresponsável”.

“Lastimável o gesto antidemocrático e irresponsável do presidente da República, que conclama a população brasileira para um ato no próximo dia 15 contra o Congresso nacional e contra o Supremo, atentando contra a democracia e demonstrando o seu propósito ditatorial de fragilizar as instituições republicanas”, afirmou o parlamentar.

MaisPB