João Pessoa, 30 de janeiro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Max Oliveira é graduando em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Tem passagens pelas principais emissoras de rádio de João Pessoa, onde atuou fazendo cobertura esportiva. Atualmente é comentarista e colunista do Mais PB.

O futebol paraibano precisa de uma nova história, mas insiste nas mesmas jogadas

Comentários:
publicado em 30/01/2020 às 09h47
A- A+
Operação Cartola investiga suposto esquema criminoso no futebol

Imagine um jogo do Campeonato Paraibano decidido após um erro de arbitragem. Esqueça os times, quem estava no apito ou o grau de importância da partida. Agora faça a seguinte reflexão:

O torcedor do time prejudicado pelo erro ficaria na bronca apenas com a arbitragem ou também levantaria suspeita sobre a existência de manipulação do resultado?

Infelizmente essa é a fotografia do futebol paraibano, ainda associada a episódios de corrupção.

O caso mais recente precisa de comprovação, mas a denúncia é grave. O presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, sustenta a versão de que teria sido procurado por uma pessoa ligada a banca de jogos de apostas para combinar o resultado do seu clube contra o Sport Lagoa Seca.

O episódio ocorrido nesta semana fez o futebol paraibano voltar a estampar as páginas policiais dos jornais.

A investigação está em curso. E ainda que não encontre dolo, já obriga os árbitros não apenas apitarem certo, mas parecerem certos.

Pois o futebol paraibano precisa dar certo – pelo menos – dentro de campo.

Porque fora dele nunca conseguimos virar a página de uma partida que sempre termina em fiasco.

Em outro exercício de imaginação, proponho mais uma reflexão, para mostrar porque o futebol paraibano também parece muito distante de virar outra página – a do amadorismo.

Supondo que estivéssemos em janeiro de 2021, às vésperas do início do certame estadual, qual o tema estaria dominando o noticiário esportivo local?

Duvido muito que o primeiro assunto que vem a cabeça não seja a novela da liberação dos estádios do futebol – num enredo que se repete todos os anos e que obriga o torcedor a assistir um desfecho eterno.

Enquanto o futebol paraibano não virar suas páginas, aquelas bem conhecidas e que há muito tempo torturam os torcedores, uma nova história não poderá ser contada.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!