João Pessoa, 18 de outubro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'operação andaime'

MPF pede quebra de sigilo fiscal de ex-gestor

Comentários:
publicado em 18/10/2019 às 16h45
atualizado em 19/10/2019 às 12h38
Sede do Ministério Público Federal da Paraíba - Foto: Divulgação

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-prefeito de Santa Cruz (PB), Raimundo Antunes, por suposta participação em organização criminosa acusada de fraudar licitações, superfaturar obras e serviços, peculato e corrupção passiva, crimes investigados na “Operação Andaime”.

De acordo com o órgão, o pedido para quebrar o sigilo fiscal e bancários do ex-prefeito de Santa Cruz foi motivado por anotações apreendidas em agendas de empresários da região de Cajazeiras, que ganharam algumas licitações no município entre 2013 a 2015.

Ainda conforme o MPF, empresários e ex secretários municipais também estão sendo investigados, dentre eles Jean Casimiro, também da cidade de Santa Cruz.

Operação Andaime – A Operação Andaime foi deflagrada em 2015 e, em suas quatro fases, contou com a ação do Ministério Público Federal, do Ministério Público Estadual (MPPB), da Controladoria-Geral da União (CGU) e da Polícia Federal.

A ação desarticulou quadrilha especializada em fraudar licitações em obras e serviços de engenharia executados por 16 prefeituras do Alto Sertão paraibano.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também