João Pessoa, 23 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
maistv

Vereadores renunciam funções no PSB

Comentários:
publicado em 23/09/2019 às 10h12
atualizado em 23/09/2019 às 12h37
A- A+
Vereadores do PSB, Léo Bezerra e Tibério Limeira - Foto: Albemar Santos

O vereador Léo Bezerra entregou a condição de líder do PSB na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O agora ex-líder esperava discutir, na manhã desta segunda-feira (23), em reunião com a bancada do partido no legislativo, os destinos do grupo após a renúncia de Ronaldo Barbosa da presidência do PSB em João Pessoa, no entanto, apenas ele e o vereador Tibério Limeira foram ao encontro. Tanilson Soares e Sandra Marrocos faltaram.

“Só tenho a lamentar o que vem acontecendo com o PSB no nosso município, no âmbito estadual e nacional. Não estou me sentindo confortável para permanecer na liderança da bancada e por isso entrego o cargo. Fiz essa reunião para debatermos com os vereadores para chegar um denominador comum”, informou o vereador.

Léo Bezerra lamentou a saída de Ronaldo Barbosa da presidência do partido na Capital e criticou “a forma truculenta” que foi conduzido o processo de destituição de Edvaldo Rosas da presidência estadual do partido.

“Tentei dialogar com a bancada, mas depois da saída de Ronaldo Barbosa e da forma truculenta que foi conduzido o processo de diretório estadual, não me sinto mais confortável de permanecer na condição de líder da bancada, mas permaneço filiado partido e cumprindo com as minhas obrigações enquanto filiado”, afirmou.

Vereador entrega cargo 

O vereador Tibério Limeira entregou o cargo que ocupava no diretório municipal do PSB. Em carta enviada aos filiados do partido, o parlamentar atribuiu a decisão ao momento crítico da sigla no âmbito estadual.

“Estou filiado e militante do PSB desde 2003 e já vivi muitas histórias na construção desse partido, por isso não há como calar diante das medidas antidemocráticas adotadas no último mês, diante do golpe dado no Diretório Estadual, da falta de transparência em relação à lista de pessoas que renunciaram na instância estadual e da péssima condução da direção nacional do PSB”, escreveu.

“E por não ter visto nenhuma sinalização de que isso possa ser revisto, não há outra saída, para mim, que não seja a entrega do cargo que ocupo no diretório municipal”, continuou.

Ao Portal MaisPB, Tibério resumiu o momento do PSB na Paraíba: “Entendo que não dá para ficarmos pregando democracia lá fora e dando golpe na democracia internamente”.

Leia, abaixo, a carta completa de Tibério Limeira

Companheiros e companheiras,

Estou filiado e militante do PSB desde 2003 e já vivi muitas histórias na construção desse partido, por isso não há como calar diante das medidas antidemocráticas adotadas no último mês, diante do golpe dado no Diretório Estadual, da falta de transparência em relação à lista de pessoas que renunciaram na instância estadual e da péssima condução da direção nacional do PSB.

E por não ter visto nenhuma sinalização de que isso possa ser revisto, não há outra saída, para mim, que não seja a entrega do cargo que ocupo no diretório municipal.

Continuo defendendo que os fins não justificam os meios e que a nossa defesa da democracia deve passar, necessariamente, pelo respeito à democracia dentro do nosso partido.

Então, com esse quadro posto, reafirmo que continuarei honrando a minha função de filiado, enquanto no partido eu estiver, porém, renuncio a qualquer cargo ou função na direção partidária.

Esse é um momento triste, porém é necessário que façamos as nossas escolhas para a caminhada na politica. Eu, prefiro resguardar a minha coerência e seguir junto ao Governador João Azevedo, escolhido pela unanimidade do PSB, para dar sequência a esse projeto coletivo que vem transformando a Paraíba.

TIBÉRIO LIMEIRA
Vereador

MaisPB