João Pessoa, 27 de maio de 2013 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PUNIÇÃO

Luiz Couto critica parlamentares que defendem ‘cadeia’ para menores de 18

Comentários:
publicado em 27/05/2013 às 09h23
A- A+

O deputado federal, Luiz Couto (PT), criticou, da tribuna da Câmara Federal, os parlamentares quem defendem prisão para menores de 18 anos, que comenta crimes no país.

De acordo com o petista, os colegas além de unir força e ajudar as crianças, os jovens em favor da educação infantil e da cultura juvenil, “estão querendo encarcerá-los em prisões abarrotadas e sujas".

Luiz Couto disse que muitas vezes, ao priorizar as agendas e temas do Legislativo, não se percebe que há uma infinidade de direitos sendo violados diariamente. Esta ação, segundo ele, explica que a atuação em parceria é necessária.

"Diariamente assistimos, nas mídias brasileiras, os trágicos e desumanos casos de pedofilia, exploração sexual e de tortura psicológica e física de crianças, adolescentes e jovens. Todos os dias, a dignidade de alguma criança, um jovem ou adolescente é roubada. Cotidianamente vemos o quanto precisamos mudar e evoluir nesta luta contra os filhos da promessa", analisou.

O parlamentar enfatizou que a infância e a juventude, com atenção especial à adolescência, estão gritando por mobilização e pedindo socorro.

"Se não for por nós defensores de direitos humanos, dificilmente ouvimos falar sobre as boas práticas ou a defesa de direitos, como educação de qualidade, saúde preventiva, transporte público, cultura, lazer e tantas outras políticas públicas essenciais", acrescentou.

Luiz Couto defendeu a rejeição de todos os projetos que tirem os direitos das crianças, adolescentes e jovens, e sugeriu que a Câmara aprove projetos que ampliem e assegurem a implantação de novos direitos. Couto também fez um apelo para que se crie uma coletividade, a fim de que haja uma preocupação com o bem-estar das atuais e futuras gerações brasileiras.

"Devemos realizar debates, enfrentar desafios e estabelecer encaminhamentos e prioridades relacionadas a esta agenda em defesa dos direitos de crianças, jovens e adolescentes", completou.

O petista concluiu o pronunciamento com um questionamento aos parlamentares: "Ainda querem penalizar as crianças, os jovens e os adolescentes, ou querem unir forças para revitalizar a educação, a cultura, a integridade e a ordem social?".

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!