João Pessoa, 14 de julho de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TAILÂNDIA

Resgatados de caverna terão alta na quinta-feira

Comentários:
publicado em 14/07/2018 às 09h04
atualizado em 14/07/2018 às 09h06

Os 12 meninos e o treinador resgatados dentro de uma caverna na Tailândia deverão ter alta do hospital em Chiang Rai na próxima quinta-feira (19). A previsão é do ministro da Saúde Piyasakol Sakolsatayadorn e foi divulgada pela agência de notícias Reuters.

O resgate foi concluído na noite da última terça-feira (10), hora local, depois de muito trabalho, planejamento, apreensão e tensão. Tudo foi acompanhado de perto mundo afora.

Desde que foram removidos do local, os meninos e o treinador estão no hospital em recuperação física e emocional.

Um vídeo transmitido em uma coletiva de imprensa neste sábado (14) indica que todos estão bem. Eles aproveitaram a oportunidade para agradecer seus salvadores.

“Estou bem de saúde agora”, disse Nick, de 14 anos. “Obrigado por me salvar.”

Relembre o caso

O grupo composto por 12 garotos, com idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador, de 25, planejava explorar a caverna após um treino de futebol no dia 23 de junho. Mas uma chuva forte inundou as passagens e túneis e prendeu todos lá dentro.

Dois mergulhadores britânicos encontraram o grupo no dia 2 de julho a aproximadamente 4 quilômetros da entrada da caverna.

Depois de localizar o grupo, o problema passou a ser a forma como as vítimas seriam resgatadas, já que, para sair da caverna, as vítimas teriam que mergulhar em águas lamacentas e passar por túneis muito estreitos.

Todas as 13 vítimas foram trazidas para fora da caverna depois de um trabalho delicado e arriscado realizado ao longo de 3 dias. A ação foi promovida e coordenada pela marinha tailandesa e por uma equipe internacional de especialistas em mergulho em cavernas.

Piyasakol, ministro da Saúde da Tailândia, disse aos jornalistas que a saúde de todos melhorou. Alguns tiveram pneumonia quando foram trazidos para fora da caverna, mas estavam se recuperando.

Carne de porco frita

Alguns integrantes do grupo perderam até 5 kg, mas recuperaram parte do peso e do apetite no hospital, segundo Piyasakol. Eles já pensam no que vão comer quando deixarem o hospital.

“Eu quero arroz de porco crocante e arroz de porco assado”, disse Pipat Photi, de 15 anos. “Eu quero arroz knuckle de porco”, disse Duangpetch Promtep, de 13 anos.

Outros disseram que estavam com vontade de comer sushi. Apesar de estar bem de saúde, o grupo ainda tem alguns desafios pela frente.

O resgate, que foi acompanhado pelo mundo todo, já atraiu a atenção de duas produtoras que querem transformar a jornada dos tailandeses em filme.

“Precisamos preparar as crianças e suas famílias para a atenção que receberão quando saírem”, disse Piyasakol. As informações são da agência de notícias Reuters.

G1

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também