João Pessoa, 12 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
"Apologia à homossexualidade"

Ministério da Saúde recebe críticas por parceria com Pabllo Vittar

Comentários:
publicado em 12/09/2017 às 18h12
atualizado em 12/09/2017 às 15h14
A- A+
Foto: Instagram

A parceria entre o Ministério da Saúde e a cantora Pabllo Vittar foi exposta no clipe Corpo Sensual . A grande estrela da produção era a camisinha roxa, atualmente distribuída pelo SUS (Sistema Ùnico de Saúde). No entanto, a reação dos internautas não foi tão positiva.

Na página do órgão, usuários afirmaram que a ação tratava-se de uma apologia a homessexualidade e um “estímulo a trasmissão do vírus do HIV”.

De acordo com a coordenadora de Publicidade do Ministério da Saúde, Juliana Costa Vieira,o clipe é uma maneira de apostar em novos formatos e transmitir uma mensagem de conscientização.

“Nós temos tentado sair um pouco das campanhas tradicionais e fazer essas ações específicas, que a gente consiga inserir essa mensagem no meio dos jovens. Hoje em dia eles estão nas redes sociais, estão em outros meios. Então, nós estamos tentando ir mais para o lado dessas mídias diferenciadas”, declarou.

Já no canal de Pabllo Vittar no Youtube, onde está hospedado o clipe, a interpretação foi outra. Os internautas questionaram o fato da cantora segurar uma camisinha, sendo que ela não pode engravidar.

“Camisinha não é usada só pra prevenir gravidez não queridos, existem as DSTs também! Protejam-se vittarlovers”, respondeu em sua conta no Twitter.

Dados do Ministério da Saúde afirmam que, atualmente, 827 mil pessoas estão com HIV e Aids no Brasil. Entre estes, 372 mil ainda não realizam tratamento.

O clipe Corpo Sensual foi publicado no dia 6 de setembro e foi visualizado 15.971.575 milhões de vezes até esta terça-feira(12).

Confira aqui as postagens:

Confira abaixo o clipe:

Glamour

MaisTV

Carreta tomba em curva na Serra de Santa Luzia no Sertão

vídeo - 17/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas