João Pessoa, 27 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
perigo

Campanha alerta para uso do celular

Comentários:
publicado em 27/08/2017 às 10h59
atualizado em 27/08/2017 às 09h49
A- A+

O crescente aumento dos acidentes de trânsito, provocados principalmente pelo uso do celular por parte do motorista, motivou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de João Pessoa a participar da campanha ‘Neuro em Ação’, realizada pela Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN).

Profissionais do Hospital Municipal Santa Isabel (HMSI) irão participar dessa ação, que tem o objetivo de conscientizar a população para os perigos de Traumatismo Cranioencefálico (TCE), Traumatismo Raquimedular (TRM) e acidentes de trânsito. A campanha será realizada no período de 28 de agosto a 2 de setembro.

“O uso do celular aumenta em até 400% o risco de acidente no trânsito, põe em risco a vida de pedestre, ciclista e a do próprio condutor”, afirmou a diretora geral do HMSI, a cardiologista Yuzeth Brilhante. “A campanha envolve uma questão de saúde pública. Quando não há casos de morte, o trauma muitas vezes é irreversível. Uma desatenção rápida pode acabar com muitas vidas”, completou.

Durante a campanha será realizado o programa de cirurgia, que atenderá cerca de 60 pacientes que aguardam na rede SUS por alguma intervenção neurológica. “Recebemos paciente de toda Paraíba e para garantir a assistência a esses usuários estaremos com um grupo de vinte médicos neurocirurgiões e com o apoio da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia”, ressaltou Yuzeth Brilhante.

O vice-presidente da SBN e coordenador da neurocirurgia do HMSI, Valdir Delmiro, ressaltou o trabalho da equipe médica na realização dessas cirurgias no Hospital Santa Isabel. “Juntamente com a Secretaria de Saúde do Município estaremos dando celeridade aos processos de pacientes que aguardam algum tipo de intervenção cirúrgica dentro dessa especialidade”, afirmou.

Campanha – A campanha, que tem como slogan ‘Use a cabeça, proteja seu corpo’, visa conscientizar a população para os riscos do uso do celular pelos condutores, a importância do cinto de segurança e a atenção para que ciclistas, motociclistas e adeptos de skates e patins utilizem capacete de forma correta, além dos cuidados com o mergulho em águas rasas.

As ações educativas acontecerão simultânea e disseminadamente em 60 cidades e capitais brasileiras, tendo a participação de especialistas em neurocirurgia, neurologia, tratamento da dor, entre outros profissionais médicos que terão como missão promover informações a toda população.

“Será uma ampla programação para tentar envolver toda a população. Em João Pessoa, estaremos nas escolas com atividades educativas e nas ruas com blitz e atividades de conscientização”, explicou Valdir Delmiro.

Além da SMS, para realizar o evento em João Pessoa, estarão envolvidas a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) e Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), além da Faculdade de Enfermagem e Medicina Nova Esperança (Facene), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) e Faculdade de Ciências Médicas (FCM).

Estatísticas – De acordo com estatísticas do DataSUS, 37.306 pessoas morreram e 204 mil foram hospitalizados vítimas de acidentes com transporte terrestre em 2015. Nesse mesmo período, houve 42,5 mil indenizações por morte e quase 516 mil por invalidez.

Dos mergulhos em águas rasas, a maior parte das vítimas é do sexo masculino, com cerca de 90% dos casos. Dentre as vítimas, 50% fizeram uso de bebidas alcoólicas antes do acidente.  Os locais de maior risco são os mares, com percentual de 45%, na sequência as piscinas e os rios, com 20% cada, os recifes com 11% e as barragens com 4%.

Sem campanhas de conscientização, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020 (passando para a quinta maior causa de mortalidade) e 2,4 milhões em 2030.

MaisTV

Carreta tomba em curva na Serra de Santa Luzia no Sertão

vídeo - 17/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas