João Pessoa, 24 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MAISTV

MPPB investigará ex-superintendentes

Comentários:
publicado em 24/08/2017 às 11h46
atualizado em 24/08/2017 às 13h07
A- A+

A participação de todos os ex-superintendentes do Instituto de Previdência de João Pessoa (IPM) em esquema de desvio de recursos públicos sera investigada pelo Ministério Público e Polícia Civil. Nesta quinta-feira (24), 19 pessoas foram presas durante a operação ‘Parcela Débito’ suspeitas de desvio superior a R$ 25 milhões.

Conforme o promotor do Gaeco, Octávio Paulo Neto, a ação desencadeada hoje é relativa ao período de 2012 a 2016, no entanto, existe a suspeita de que o esquema criminoso funcionava há vários anos.

Leia também:  Operação apura desvio de R$ 25 milhões no IPM de JP

O controlador-geral do município, Severino Queiroz, considerou o esquema “uma coisa do gênio do mal”. A maior parte da fraude ocorria no setor de Tecnologia da Informação.

Conforme as investigações, alguns servidores eram coniventes com a prática e outros não sabiam. “Prestadores de serviço, comissionados e servidores efetivos estão envolvidos estavam envolvidos nas irregularidades”, explicou o controlador.

Uma equipe formada por 10 promotores, 10 delegados e 10 escrivães coletam os depoimentos dos suspeitos presos e dos conduzidos coercitivamente. Algumas já colaboraram com as investigações e confessaram o crime.

Veja entrevista com o controlador: