João Pessoa, 23 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CCJ

Projeto contra violência obstétrica é aprovado

Comentários:
publicado em 23/08/2017 às 18h34
atualizado em 23/08/2017 às 16h00
A- A+

Nesta quarta-feira (23), a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou um projeto de lei que prevê a implantação de medidas de informação e proteção à gestante e parturiente contra a violência obstétrica na Paraíba.

O Projeto de lei 1.226/2017, do deputado Raniery Paulino, determina que as unidades hospitalares tenham disponíveis as informações sobre o que é violência obstétrica.

Nesta mesma reunião, foi aprovado outro projeto, de autoria do deputado Jutahy Meneses, que busca instalar fraldários em locais públicos para pessoas com necessidades especiais. Além deste, o deputado Nabor Wanderley, teve uma iniciativa aprovada.

Esta trata da publicização da relação dos medicamentos disponíveis ao consumidor nas farmácias e drogarias que participam do Programa Farmácia Popular do Brasil no estado.

A reunião contou com os deputados Adriano Galdino, Hervázio Bezerra, João Gonçalves e Camila Toscano.

“Foi uma reunião extremamente produtiva, em que foram apreciados 63 projetos, entre os quais dois que se destacam pelo caráter humanitário: um do deputado Raniery Paulino, que versa sobre a violência obstétrica, fornecendo informações sobre os direitos das mulheres; outro, do deputado Jutahy Meneses, que tem como objetivo instalar fraldários para idosos, projeto muito importante haja vista o envelhecimento de nossa população”, afirmou a presidente da Comissão, deputada Estela Bezerra, destacando o esforço dos parlamentares

Após a aprovação pela CCJ, os projetos seguem para votação em plenário. Se aprovados, seguem para sanção ou veto do governo do estado.

MaisPB

MaisTV

Carreta tomba em curva na Serra de Santa Luzia no Sertão

vídeo - 17/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas