João Pessoa, 13 de julho de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
mercado imobiliário

Construtoras entregam imóveis no prazo

Comentários:
publicado em 13/07/2017 às 11h43
atualizado em 13/07/2017 às 08h45
A- A+

Mesmo diante de um cenário de crise as algumas construtoras instaladas na Paraíba estão conseguindo manter o ritmo de trabalho, garantindo a geração de emprego e renda a centenas de trabalhadores, além da realização do sonho da casa própria de diversos paraibanos. Segundo o vice-presidente de Relações Públicas do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa, Wagner Antônio Breckenfeld, um ponto de destaque são aquelas que entregam o seus empreendimentos dentro do prazo.

Ele ressaltou que as empresas já consolidadas no Estado trabalham dessa forma. “Algumas delas chegam a entregar seus imóveis até mesmo antes do prazo, garantindo mais credibilidade perante aos clientes”, afirmou.

É o caso da Equilíbrio Construtora que trabalha compromissada com a qualidade e a entrega até mesmo de forma antecipada. A empresa possui três empreendimentos prontos para morar e que foram entregues dentro do prazo estabelecido: o Alfredo Fernandes, em Manaíra; o Palácio Real, em Tambaú; e o Valência Residencial, no Pedro Gondim.

“Apesar do período de crise nós estamos com as nossas ações dentro do cronograma, aliando planejamento financeiro e prospecção imobiliária, para entregar imóveis dentro do prazo estabelecido e projetar lançamentos de novos produtos. Nosso compromisso com os clientes e com nosso trabalho nos move a cumprir com aquilo que estabelecemos”, comentou o diretor Comercial da Equilíbrio Construtora, Francisco de Assis.

Pesquisa – Breckenfeld ainda alertou o consumidor para que antes de comprar um imóvel faça uma pesquisa de mercado, verificando o histórico da construtora, a qualidade dos imóveis, as pessoas responsáveis. “João Pessoa ainda está em uma situação estável e podemos dizer aos investidores que comprando um imóvel aqui, ele está comprando bem. É bom sempre dizer a população que o melhor investimento ainda é o imóvel, seja casa, apartamento ou terrenos”, garantiu.

O vice-presidente explicou que o mercado saiu, nos três últimos meses, de 2,5% do estoque para 5%. “O setor tem crescido bastante e percebemos uma grande evolução nos últimos 60 dias. Para quem vinha de uma queda do PIB, isso é um avanço”, afirmou.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!