João Pessoa, 17 de março de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
homicídio e estupro

Padrasto de Rebeca é interrogado e TJPB conclui instrução

Comentários:
publicado em 17/03/2017 às 14h40
atualizado em 17/03/2017 às 16h05

Foi concluída a instrução do processo conhecido como “Caso Rebeca”, que envolve o estupro e o assassinato da adolescente Rebeca Cristina Alves Simões – morta em 11 de julho de 2011, no bairro de Mangabeira VIII, João Pessoa.

A audiência, iniciada no último dia 9 de março, teve continuidade na manhã desta sexta-feira (17), com a oitiva de mais oito testemunhas e com o interrogatório do réu, Edvaldo Soares – principal acusado, denunciado por estupro e homicídio duplamente qualificado.

A audiência ocorreu no auditório do 1º Tribunal do Júri (Fórum Criminal da Capital), conduzida pelo juiz titular, Marcos William de Oliveira. Após conclusão da instrução, Ministério público e defesa têm cinco dias para apresentar as alegações finais, por escrito. Só então, o magistrado decidirá pela pronúncia do réu e se ele irá a Júri popular.

CASO – A jovem Rebeca saiu de casa as 06h50 para ir ao colégio e não retornou como habitual. Após diligências, o corpo foi encontrado em um matagal na Praia de Jacarapé, litoral Sul de João Pessoa, com perfurações de bala e com vestígios de abuso sexual. O padrasto, Edvaldo Soares, cabo da Polícia Militar, está preso no 1º Batalhão da PM, aguardando julgamento desde julho de 2016.

MaisPB com TJPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também