João Pessoa, 21 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
‘MENSALÃO’

Protocolado no MP pedido de apuração de pagamento de suposta propina a secretários

Comentários:
publicado em 25/09/2014 às 11h45

Formado por mais de 30 entidades, o Fórum dos Servidores Públicos Civis e Militares da Paraíba protocolou nesta quinta-feira (25), no Ministério Público Estadual, pedido de investigação de suposto ‘mensalão’ pago a secretários do governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição. A denúncia foi veiculada na Internet, conforme o Fórum.

Sanny Japiassú, presidente da Associação dos Procuradores do Estado da Paraíba (Aspas) – que integra o Fórum – disse que só agora [às vésperas das eleições] a sociedade tomou conhecimento da denúncia graças às redes sociais.

Ela disse que o objetivo é esclarecer os fatos e punir os envolvidos, caso o fato tenha realmente ocorrido. “E caso seja apenas uma armação, punir quem inventou essa história”, disse Sanny Japiassú.

Também integrantes do Fórum, Victor Hugo (Sindifisco), Tarcísio Campos (Sindicato dos Médicos) e Coronel Francisco (Clube dos Oficiais) participaram da entrega dos documentos ao secretário-geral do Ministério Público, Carlos Romero, na manhã desta quinta-feira.

Segundo a denúncia, durante uma blitz de rotina, ocorida no dia 30 de junho de 2011, a polícia interceptou um veículo transportando a quantia de R$ 81 mil, sacada na Agência do Banco do Brasil de Benfica, em Recife (PE).

Ainda segundo informações, ao lado da quantia os policiais apreenderam um papel com a orientação para a distribuição do dinheiro que seria entregue a Gilberto Carneiro, atual procurador geral do Estado, Livânia Farias, atual secretária de Administração, Coriolano Coutinho, irmão do governador Ricardo Coutinho, e Laura Farias, da Sudema.

O inquérito aberto por delegados da Polícia Civil teria sido arquivado após uma operação ‘abafa’, que teria sido organizada pela Secretaria de Segurança e Palácio da Redenção.

Alexandre Freire e Jãmarrí Nogueira – MaisPB