João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TERROR

EUA pede cooperação para evitar que ocidentais se juntem a jihadistas

Comentários:
publicado em 22/10/2014 às 11h36

O chefe da diplomacia americana, John Kerry, defendeu nesta quarta-feira (22) maior cooperação internacional para evitar que ocidentais se juntem ao grupo Estado Islâmico (EI) e agradeceu a Alemanha a detenção de três jovens americanas que pretendiam viajar para a Síria.

John Kerry, que falava em uma coletiva de imprensa conjunta com seu colega alemão, Frank-Walter Steinmeier, disse que todos os países “podem fazer mais” para evitar que o grupo extremista continue a integrar combatentes estrangeiros.

O secretário americano elogiou o papel da Alemanha, apontando o caso de três adolescentes de Denver (Colorado) que, segundo a imprensa americana, foram detidas no aeroporto de Frankfurt e repatriadas aos Estados Unidos com a colaboração da Polícia Federal (FBI).

Segundo a imprensa, duas irmãs de origem somali, de 15 e 17 anos, e uma adolescente de 16 anos, de origem sudanesa, desapareceram de suas casas, o que foi comunicado às autoridades americanas na sexta-feira (17), sendo identificadas no fim de semana no aeroporto alemão, de onde pretendiam seguir para a Síria.

Sem dar dados concretos, John Kerry disse que já foram evitadas “centenas de viagens” de jovens ocidentais para a Síria e o Iraque graças aos esforços das forças de segurança, apesar da complexidade dessa tarefa em um mundo em que existe liberdade de movimento.

Steinmeier concordou com a importância da cooperação internacional, não apenas entre os Estados Unidos e a Alemanha, mas também com a Turquia.

Agência Brasil

Leia Também