João Pessoa, 15 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
declaração

TSE: 57,1% dos novos vereadores se declararam brancos

Comentários:
publicado em 09/10/2016 às 08h45
atualizado em 09/10/2016 às 08h46

A etnia branca é a única que teve maior representatividade entre os vereadores eleitos neste ano na comparação com a população brasileira, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Do total de eleitos, 57,1% dos novos vereadores se declararam brancos. Já a proporção nacional é de 47,7%.

Todas as outras etnias – amarela, indígena, parda e preta, segundo denominação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – têm proporções mais baixas entre os eleitos para vereador em 2016. As maiores diferenças são encontradas entre os pardos e os pretos, etnias que, juntas, representam os negros.

De acordo com dados do TSE, 37% dos vereadores eleitos se declararam pardos, e 5%, pretos. No país, porém, 43,1% dos brasileiros se declararam como pardos no último censo, de 2010, e 7,6% se declararam pretos. As diferenças são de 6,1 e 2,6 pontos percentuais, respectivamente.

Entre os amarelos, a diferença é de 0,6 ponto percentual. As proporções são de 0,5% nas eleições para vereador e de 1,1% no país. Já entre os indígenas, a diferença é de 0,1 ponto percentual – 0,3% e 0,4%.

Proporção de candidatos eleitos
Os candidatos que se declararam como amarelos e brancos são os que tiveram as maiores proporções de eleitos. Já os pretos foram os menos eleitos proporcionalmente.

Dos 1.952 candidatos amarelos, 297 conseguiram se eleger vereadores, o que representa 15,2% das pessoas que concorreram aos cargos eletivos. Já dos 232,8 mil candidatos brancos – que representavam 62,7% de todos os candidatos a vereador – 33 mil se elegeram (ou 14,2%).

As menores proporções foram encontradas entre os indígenas e os pretos. Dos 1.613 candidatos que se declararam índios, 167 conseguiram as vagas de vereador, o que representa 10,4% do total. Entre os pretos, apenas 7% dos candidatos conseguiram se eleger – ou 2,9 mil de 41,4 mil. A proporção é menos da metade que a encontrada entre amarelos e brancos.

Entre os candidatos pardos, o percentual ficou em 11,7%. Se forem considerados os candidatos negros, a proporção fica em 10,8%.

G1

Leia Também