João Pessoa, 27 de janeiro de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
após assédios

Homens são proibidos de entrar em loja de roupas

Comentários:
publicado em 27/01/2022 às 08h32
A- A+

Casos frequentes de assédio levou uma empresária do interior paulista a tomar uma decisão extrema: proibir homens em seu estabelecimento. A empresária e influencer cearense Andrea Costa tomou a atitude depois de notar comportamentos desrespeitosos e machistas em uma loja de roupas e acessórios da qual é dona em São José dos Campos.

“Homens, se não forem provar, esperem do lado de fora da loja”, diz um dos avisos fixados na vitrine. Natural de Fortaleza, a empreendedora afirmou que a medida foi necessária após inúmeros casos de assédio contra as clientes e funcionárias do local.

“Eles (homens) entravam na loja, ficavam atrás das mulheres, quando não era depreciando o corpo delas, era olhando para elas trocando de roupa no provador através das cortinas. Temos um estúdio de fotografia dentro da loja e muitos homens vinham e entravam apenas para olhar as modelos”, afirma e empresária.

Os cartazes afirmam que não são bem-vindos os homens que depreciam o corpo das mulheres, que traem suas companheiras e flertam com as atendentes do estabelecimento. Andrea revela que chegou a criar ambientes estratégicos dentro da loja para que os homens que acompanham suas mulheres não tenham acesso visual ao estúdio, mas eles se recusam a esperar no local, insistindo em permanecer perto dos provadores e estúdio de fotos.

Com informações do G1

MaisTV

Sem água, moradores de Santa Rita fecham rodovia

GRANDE JOÃO PESSOA - 13/05/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas