João Pessoa, 08 de abril de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
kassio nunes

Ministro se irrita com pecha de ‘negacionista’

Comentários:
publicado em 08/04/2021 às 15h10
atualizado em 08/04/2021 às 14h41
A- A+
Ministro Kassio Nunes, do STF - Fellipe Sampaio/SCO/STF

O ministro Kassio Nunes, do Supremo Tribunal Federal, iniciou o seu voto no julgamento sobre a liberação de cultos e missas no momento mais grave da pandemia da Covid-19, criticando a imprensa.

“Parte da mídia me alcunhou de negacionista, insensível e até mesmo genocida”, afirmou o ministro, que no último sábado – véspera de páscoa -, autorizou a realização de eventos religiosos no país. 

Relator do processo, o ministro Gilmar Mendes votou nessa quarta-feira (7) contra a liberação de celebrações religiosas presenciais.

Kássio Nunes é o segundo a votar.

A discussão no Supremo se dá no momento mais crítico da pandemia — 4.211 mortes por Covid-19 na última terça-feira (6). Os casos confirmados desde o começo da pandemia são mais de 13,1 milhões — brasileiros que têm ou já tiveram a doença.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!