João Pessoa, 15 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
caos na saúde

Bebês prematuros são removidos de Manaus por falta de oxigênio

Comentários:
publicado em 15/01/2021 às 14h17
atualizado em 15/01/2021 às 11h40
A- A+

O Amazonas terá que transferir 60 bebês prematuros internados em Manaus sob risco de ficarem sem oxigênio hospitalar devido à crise da saúde em decorrência do aumento de casos da Covid-19.

O sistema de saúde amazonense entrou em colapso após as internações no estado baterem recorde.

O secretário da Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse que tomou conhecimento da necessidade de leitos por meio da imprensa e prontamente entrou em contato com a secretaria da Saúde do Amazonas para oferecer suporte.

Manaus iniciou a transferência de mais de 200 pacientes para outros estados por falta de oxigênio na rede hospitalar com apoio de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). A empresa White Martins, principal fornecedora no Amazonas, obteve autorização do governo da Venezuela para buscar oxigênio no país vizinho.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!