João Pessoa, 11 de agosto de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
hora h

Síndrome relacionada ao coronavírus pode matar crianças e adolescentes

Comentários:
publicado em 11/08/2020 às 19h02
atualizado em 12/08/2020 às 03h17
A- A+

O secretário executivo de gestão da rede de unidades de Saúde do Estado, Daniel Beltrammi, informou, nesta terça-feira (11), que na Paraíba não foi registrado nenhum caso Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P). Associada à Covid-19, a síndrome rara que pode levar a morte atinge crianças e adolescentes que se contaminaram pelo novo coronavírus.

Mesmo não registrando nenhum caso, Beltrammi garante que a Saúde da Paraíba tem acompanhado qualquer situação que se pareça com a síndrome.

“Temos feito uma vigilância muito rigorosa de todas as crianças internadas em unidades de terapia intensiva seja nas unidades públicas ou hospitais privados. Mas, até o momento, não há nenhum caso”, disse Beltrammi.

Ontem a Secretaria Estadual de Saúde emitiu uma Nota Técnica alertando profissionais de saúde e secretarias municipais de saúde sobre a ocorrência e notificação imediata obrigatória da SIM-P.

“Ela vai acontecer dias ou até semanas depois da fase aguda da infecção. E pode se manifestar na pele, rins e o coração da criança, causando um estágio inflamatório que faz com que as crianças tenham uma variação da pressão e com quadros que chamamos de choque. Para isso, precisamos de cuidados intensivos”, explicou o secretário.

O Ministério da Saúde investiga a ocorrência de 71 casos no país em pacientes entre sete meses e 16 anos. Outros três jovens morreram desde o começo do ano pela síndrome no Rio de Janeiro.

Roberto Targino – MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!