João Pessoa, 04 de agosto de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
caso lula

STF vê ‘ação política’ de Moro e invalida delação de Palocci

Comentários:
publicado em 04/08/2020 às 18h51
atualizado em 04/08/2020 às 16h06
A- A+

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu nesta terça-feira (4), por dois a voto a um, que a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci não poderá ser usada na ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que tramita na 13ª Vara Federal de Curitiba.

A inclusão nos autos ocorreu a seis dias do primeiro turno da eleição presidencial de 2018 e, para os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, o então juiz Sergio Moro teve o intuito de criar um fato político no pleito daquele ano.

O ministro Edson Fachin discordou dos colegas, mas ficou vencido ao votar para rejeitar o recurso apresentado pela defesa do petista.

Após a vitória de Jair Bolsonaro na eleição presidencial de 2018, Sergio Moro aceitou o convite para se tornar ministro da Justiça e Segurança Pública, cargo que ele deixou em abril de 2020 após acusar o presidente de tentar interferir politicamente na polícia federal.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!