João Pessoa, 22 de Maio de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
pandemia do coronavírus

MPs e hospitais alertam para risco de colapso

Comentários:
publicado em 22/05/2020 às 14h34
atualizado em 22/05/2020 às 16h10
A- A+
Comércio de Campina Grande está fechado razão da pandemia do coronavírus

O Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público da Paraíba (MP/PB), além dos hospitais Santa Clara, Antônio Targino, Clipsi Hospital, Pedro I, Trauma, Universitário Alcides Carneiro, bem como o Conselho Regional de Medicina, Secretaria de Saúde do Estado e a Secretaria de Saúde do Município de Campina Grande manifestaram preocupação com o avanço da pandemia do Covid-19 no Estado da Paraíba, notadamente na região metropolitana de Campina Grande, e com o progressivo esgotamento da capacidade da rede hospitalar pública e privada dedicada ao tratamento da doença.

Os órgãos estão preocupados com o esgotamento da capacidade das redes hospitalares pública e privada, e alertam a população acerca da necessidade de se respeitar estritamente as medidas de contenção de propagação do novo coronavírus, recomendadas pela comunidade científica e adotadas pelo estado da Paraíba e seus municípios, as quais seguem as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“A união harmônica de esforços de todos se faz imprescindível inclusive para rechaçar condutas de desrespeito às referidas medidas e manifestações que incitam tal desrespeito, contradizendo diretrizes técnicas adotadas pela legislação nacional e local, com potencial de desmobilizar a população quanto à prevenção de contaminação por Covdi-19 em um momento crucial, quando ainda há tempo de se evitar o referido colapso e atenuar número de mortes”, diz um trecho da carta.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!