João Pessoa, 20 de fevereiro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
habeas corpus

Calvário: ministra manda soltar Coriolano

Comentários:
publicado em 20/02/2020 às 16h51
atualizado em 21/02/2020 às 03h30
A- A+
Audiência de Custódia de Coriolano Coutinho. Foto: Maurílio Júnior/MaisPB

A ministra Laurita Vaz, relatora da Operação Calvário no Superior Tribunal de Justiça, concedeu habeas corpus ao irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho.

A defesa de Coriolano pediu na última terça-feira (18) a extensão da decisão da Sexta Turma do STJ que manteve livre o ex-governador da Paraíba.

“O risco de influência em relação aos demais investigados já se enfraqueceu, notadamente diante das buscas e apreensões autorizadas no ato judicial sub examine em 27 endereços pessoais dos investigados ou de empresas a eles relativas, com a finalidade de apreensão de quaisquer evidências, físicas e digitais, relacionadas aos crimes contra a Administração Pública, em especial corrupção, peculato, fraudes
licitatórias, lavagem de dinheiro e organização criminosa”, argumentou a ministra na decisão.

Coriolano Coutinho está preso desde o dia 17 de dezembro do ano passado, quando foi deflagrada a sétima fase da Operação Calvário, que investiga um esquema de desvio de recursos públicos na Saúde e Educação da Paraíba através de contratos com organizações sociais. O irmão do ex-governador deve ser solto ainda hoje da Penitenciária Média de Mangabeira.

Coriolano é acusado entre outros crimes de ocultação de bens e de participação em um esquema de recolhimento de propina.

Wallison Bezerra e Maurílio Júnior – MaisPB