João Pessoa, 21 de dezembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'pés de barro'

Uiraúna: vice aguarda notificação para posse

Comentários:
publicado em 21/12/2019 às 10h43
atualizado em 21/12/2019 às 15h20
A- A+
Segundo Santiago - Foto: Reprodução

Rompido com o prefeito João Bosco Nonato Fernandes (PSDB), preso neste sábado (21), na Operação Pés de Barro da Polícia Federal, o vice-prefeito de Uiraúna, Segundo Santiago (PTB), disse ao Portal MaisPB, que já aguarda a Câmara Municipal notificá-lo para tomar posse.

+ PB: STF afasta Wilson Santiago da Câmara e manda prender prefeito

“Provavelmente será encaminhada a feição da Câmara que irá me convidar. O momento é de se manter tranquilo. A população não pode ficar prejudicada. O que nos cabe é ter paciência e tocar a vida. A responsabilidade de cada cidadão cabe a ele próprio. A gente tem que aguardar e conduzir para que nada falte para população”, afirmou.

As suspeitas à respeito dos investigados são de desvio de recursos públicos por meio de contratos com recursos federais. O prefeito de Uiraúna já havia sido condenado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, neste ano, por improbidade administrativa.

As investigações da Operação Pés de Barro apuram pagamentos de vantagens ilícitas (“propina”) decorrentes do superfaturamento das obras de construção da “Adutora Capivara”, a qual se trata de um sistema adutor que deve se estender do município de São José do Rio do Peixe ao município de Uiraúna, no Sertão da Paraíba.

As obras contratadas, inicialmente, pelo montante de R$ 24.807.032,95 já teriam permitido, de acordo com as investigações, a distribuição de propinas no valor R$ 1.266.050,67. O inquérito policial federal teve por base uma proposta de colaboração premiada, apresentada pela Polícia Federal e acolhida pelo Ministro Relator no STF.

Maurílio Júnior e Wallison Bezerra – MaisPB

MaisTV

Carreta tomba em curva na Serra de Santa Luzia no Sertão

vídeo - 17/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas