João Pessoa, 20 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
MAISTV

Leitura bíblica em escolas divide opiniões

Comentários:
publicado em 20/09/2019 às 13h45
atualizado em 20/09/2019 às 17h50

Tramita da Câmara de Vereadores de João Pessoa, um Projeto de Lei que institui a leitura bíblica nas escolas públicas da Capital paraibana.  A matéria de autoria do vereador Carlão da Consolação (DC) divide opiniões e a MaisTV foi às ruas ouvir o que pensam os pessoenses sobre o assunto.

Há quem acredite que a leitura bíblica, assim como defende o autor do projeto, um aumento do conhecimento dos alunos.  Essa é a opinião da enfermeira Priscila Deisy.

“Eu acho interessante porque a população vai ter mais conhecimentos dos princípios e também entender que a gente deve saber desse assunto”, acrescentou.

Cantor e compositor, Lupi Araújo vê no conhecimento bíblico uma forma de aproximar as famílias. Entretanto, ele sustenta que para isso não seria necessário um projeto de lei.

“As pessoas têm que ler a bíblia, deve ser incentivada, mas não precisava de lei”, afirmou.

A funcionária pública Regina Bonfá defendeu o direito de escolha das pessoas e cobrou o mesmo tratamento para outras religiões.

“O estado é laico e as pessoas têm o direito de escolher. Se vai ter uma religião devem dá direito as outras como a Umbanda e o Candomblé”, afirmou.

Defensor da proposta, o jornalista Antônio Henriques disse que a educação religiosa não deveria ter saído das escolas.

“Eu sou a favor sim. A religião não é educação: é disciplina espiritual”, exclamou.

Veja vídeo 

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também