João Pessoa, 04 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

O nosso trânsito de todo dia

Comentários:
publicado em 04/09/2019 às 17h03

Ao começo deste mês, cedinho da manhã e buscando as notícias através do rádio e da tv, um assunto fez-se preponderante: o trânsito!

Uma emissora, reproduzindo matéria da tarde anterior, chamava a atenção de que “está um verdadeiro caos na avenida João Maurício e arredores”, atribuindo esses problemas  às mudanças que  a Semob-JP fez em relação ao trânsito daquela área.

Uma outra emissora, “ao vivo”, destaca que na “estrada de Cabedelo”, próximo à entrada do Conjunto Renascer, um outro caos no trânsito estaria instalado, esclarecendo que tudo decorre da retirada, para serviços de manutenção, da parte central da respectiva passarela – que já muito ultrapassou o prazo prometido para reinstalação – e que, por isso, os pedestres estão fazendo suas travessias pelas próprias pistas da BR, o que provoca risco de acidentes e lentidão no trânsito.

Mais outra emissora, dando espaço para que os próprios ouvintes sejam os repórteres, informa que o “Viaduto do Cristo” e também a “Beira Rio” de igual modo estão sendo cenários de caos no trânsito, pelo que um desses ouvintes/repórteres aconselha: “Evitem essas artérias! Usem trechos alternativos!”. Nisso, um outro ouvinte/repórter questiona: “Por quais trechos, se todos estão assim!”.

É grande o desafio aos órgãos de trânsito para darem uma solução ao nosso trânsito.  E o maior dos problemas está na falta da relação insterinstitucional positiva, integrada mesmo, entre, por exemplo, a Semob de Cabedelo, a Semob de João Pessoa, o DNIT, o DER e o DETRAN. A continuarem atuando com cada um só cuidando daquilo que entenda como de sua “intransferível” competência, em vez de compreenderem que em uma Região Metropolitana, com vias BRs e PBs a cortarem os percursos municipais e não havendo essa integração interinstitucional, o caos continuará.

Quanto especificamente ao que, no segundo parágrafo deste texto, disséramos que “está um verdadeiro caos na avenida João Maurício e arredores”, não está mais. Ao encaminhar a finalização destes escritos, eis que nos chega a notícia de que a Semob-JP anunciou que estava revendo e reavendo as providências que adotara em relação àquela área e de pronto determinando a retirada do estacionamento ao lado da ciclo-faixa implantado na referida avenida. E esse reaver e refazer anunciados pela Semob-JP já muito bem repercutiram junto à população, que, através de algumas vozes bem representativas, manifestaram aplausos por esta atitude de “humildade técnica” e do pensar na satisfação da coletividade, por parte daquele órgão.

Leia Também