João Pessoa, 07 de agosto de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Recados do 5 de agosto

Comentários:
publicado em 07/08/2019 às 11h39

Os recados, a que me reporto,são os que “captei”de algumas reportagens especiais apresentadas neste recente 5 de agosto quando a capital paraibana (nascida como Cidade Real de Nossa Senhora das Neves, passando depois para Filipéia, Frederica e Parahyba, hoje João Pessoa) e o próprio estado da Paraíba comemoraram 434 anos de fundação.

Esses recados– que não foram assim explicitados – euos entendi dirigidos ao prefeito Luciano Cartaxo e ao governador João Azevedo, como a dizer-lhes: “Nas comemorações pelo aniversário da cidade e da Paraíba, no ano de 2020, juntem os dois governos para, ainda mais bonitas do que como ocorreram neste 2019, essas comemorações deem o tom de republicanismo e interinstitucionalidade.

De minha parte, complemento aquele dizer, questionando: – já se pensou quanto o povo que lotou o Ponto de Cem Reis (bem no centro de João Pessoa) mais entusiasmado ficaria se ali estivesse sendo divulgado que aqueles “shows”eram uma realização conjunta da Prefeitura e do Governo do Estado?!… De mesmo modo, já se pensou quanto aquele outro público, o que prestigiou os “shows” no Espaço Cultural, ficaria também mais e mais entusiasmo com a divulgação de que o evento corresponderia a uma promoção conjunta do Governo do Estado e Prefeitura?!… Não haveria qualquer margem para lastimáveis questionamentos tipo “qual foi a festa de maior participação: a da Prefeitura ou a do Governo do Estado?”.

Nos telejornais, como no Jornal da Correio, este da TV de mesmo nome,constaram, além de outras, duas reportagens bem marcantes: uma sobre a história da Rua General Osório e sua significação para a cidade de João Pessoa; a segunda, de mesma relevância e caráter histórico, foi sobre a Rua da Areia. As imagens que ilustraram tais reportagens, mostrando abandonos ou descuidos governamentais para com tais artérias, entendi-as também como recado aos governantes, concitando-os ajuntarem os esforços e apoios das duas esferas de governo para restaurem as calçadas, os pisos e os próprios prédios dessas duas históricasruaspessoenses e as deixando mais bonitas ainda para, em 2020, novamente serem mostradas pela TV em especiais e emocionantes reportagens!

Leia Também