João Pessoa, 08 de maio de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
REAÇÃO

Estudantes convocam protesto contra cortes nas universidades

Comentários:
publicado em 08/05/2019 às 15h30
atualizado em 08/05/2019 às 17h05

A comunidade acadêmica promove no próximo dia (15) uma mobilização para reivindicar o cancelamento do corte de 30% nas verbas das instituições de ensino federal de todo o país. O protesto ‘contra o congelamento de verbas das UF’s da Paraíba’ acontece no Parque Solon de Lucena, no Centro de João Pessoa.

A decisão do ministro da Educação Abraham Weintraub, envolveria inicialmente três universidades: Universidade de Brasília (UNB), Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Mas, após duras críticas, o Ministério da Educação estendeu a decisão para todas as instituições de ensino federal do Brasil. Incluindo a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que sofrerá com um bloqueio superior a R$ 50 milhões e Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Nesta terça-feira (7), Weintraub, afirmou que não houve corte mas, um controle de gastos. “Não há corte. Há um contingenciamento. Se a economia tiver um crescimento com a aprovação da nova Previdência, e eu acredito nisso, isso vai retomar a economia. Retomando a dinâmica, aumenta a arrecadação e descontingencia”, disse

Ao Portal MaisPB, a reitora da UFPB Margareth Diniz, afirmou que o corte pode inviabilizar o funcionamento da instituição “Nós não vamos ter como fechar as nossas contas. Espero que possa ser revertido. A Com esse corte de 30% vai inviabilizar o funcionamento da universidade até o fim do ano”. Em nota, divulgada nesta terça-feira (7) a UFPB afirmou que a instituição já funciona com orçamento inferior. Além disso, a comunidade acadêmica foi convocada a ‘enfrentar e resistir’ aos ‘ataques’.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também