João Pessoa, 19 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
missão resgate

Maranhão apoia Centro de Recuperação

Comentários:
publicado em 19/09/2017 às 15h52
atualizado em 19/09/2017 às 12h54
A- A+

A sede da Missão Resgate, localizada no município de Conde, abriga mulheres de 12 a 70 anos, dependentes de drogas, vítimas de agressão e violência. São cem leitos para acolher as mulheres por um prazo máximo de um ano, período em que, além de acolhimento, elas recebem atendimento para reintegração à família e ao mercado de trabalho, e treinamento técnico com cursos profissionalizantes.

Os recursos destinados pelo Senador José Maranhão à Fundação Centro de Recuperação Feminina – Missão Resgate foram garantidos em emenda parlamentar liberada para uso em inclusão digital.

O objetivo é montar um laboratório de informática na instituição, para treinamento profissional e divulgação. Segundo a presidente da Fundação, Valquíria Uchôa, a ênfase da instituição é recuperar mulheres dependentes de drogas e reintegrá-las à sociedade e às suas próprias famílias.

“Estamos localizados próximo a uma rede de hotéis e pousadas, a computação vai nos ajudar a treinar essas mulheres a se qualificarem para o mercado de trabalho. Também vai nos ajudar a divulgar nossas atividades”, ressalta. Valquíria lembra que o senador José Maranhão foi o primeiro parlamentar a garantir recursos para a Missão Resgate. “Ele foi o primeiro a acreditar no nosso sonho e apoiar nosso projeto, que é resgatar essas mulheres devastadas pelo mal das drogas. Maranhão confiou no nosso trabalho e não mediu esforços para nos ajudar”, agradece.

A Fundação Missão Resgate, criada há cinco anos, sobrevivia no início somente com doações, até que foram feitas parcerias para ajudar na manutenção da casa-abrigo. Uma das parcerias que se mantém é com o Ministério da Justiça, que envia recursos por cada mulher acolhida. “Aqui procuramos dar a essas mulheres vítimas do abuso de drogas e violência uma oportunidade para que reconstruam suas vidas com dignidade”, destaca Valquíria Uchôa.

MaisPB

MaisTV

Paraibanos relatam prejuízos com a alta da inflação

alimentos caros - 16/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas