João Pessoa, 13 de julho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Confira vídeo

Polícia descarta execução em morte de empresário

Comentários:
publicado em 13/07/2016 às 15h30
atualizado em 13/07/2016 às 12h36
A- A+

A delegada de crimes contra o patrimônio Julia Valeska e o delegado de homicídios Marcos Paulo, responsáveis pelas investigações da morte do empresário Marcone José Ferreira de Morais, que foi baleado durante uma suposta tentativa de assalto na tarde de segunda-feira (11), no bairro do Bessa, em João Pessoa (PB), concederam na manhã desta quarta-feira (13) uma coletiva de imprensa para apresentar os acusados de cometerem o crime.

De acordo com os delegados, a hipótese de execução foi descartada. A linha de investigação da Polícia Civil, baseada na perícia e nas imagens, é de latrocínio, embora a mochila que estava com a vítima, que contia R$ 300 mil não ter sido roubada. Marcone era dono da rede de postos de combustíveis Expressão.

O frentista Luiz Pedro está sendo acusado de ser o informante da quadrilha.

Já Fabrício cruz de Araujo, conhecido como palhaço, acusado de dar fuga ao grupo, afirmou que trabalha como alternativo e recebeu uma ligação de uma mulher para fazer uma corrida.

Os acusados estão presos na Central de Polícia e devem ser encaminhados para presídios da capital.

MaisPB

MaisTV

“Nordeste não é problema, é solução”, diz João Dória

AGENDA NA PARAÍBA - 23/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas