João Pessoa, 11 de julho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ESTRANGULADA

Jovem morre asfixiada ao fazer sexo; companheiro diz que “apertou demais”

Comentários:
publicado em 11/07/2016 às 17h49
atualizado em 11/07/2016 às 14h53
A- A+

Uma jovem de 23 anos foi encontrada morta, com sinais de sufocamento, na Cidade do México. Ela era psicóloga e teria sido estrangulada com um cabo pelo seu parceiro, que dividia um apartamento com ela e um terceiro amigo.

Juan, de 32 anos, afirma que Tania haveria sugerido sexo a três, após uma noite de bebedeira, tendo seu pedido negado por José. A psicóloga, então, teria sugerido a Juan uma “transa hardcore” entre os dois. Durante o ato, ele teria dado tapas na cara de Tania e a enforcado com um cabo, que estava ao lado da cama, a pedido da mulher.

Inicialmente, Juan teria afirmado à polícia que era inocente. Mas, posteriormente, assumiu a culpa diante do suposto “acidente sexual”, confessando que havia apertado “forte demais” o pescoço de Tania.

Médicos afirmam que a psicóloga, de fato, morreu asfixiada. No entanto, as investigações ainda não foram encerradas e Juan permanece detido.

Extra

MaisTV

Paraibanos relatam prejuízos com a alta da inflação

alimentos caros - 16/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas