João Pessoa, 08 de fevereiro de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TAMBÉM FERIU A FILHA

Após ser esfaqueada 13 vezes pelo marido, mulher desabafa: “Denunciem”

Comentários:
publicado em 08/02/2016 às 11h18
A- A+
Marli de Jesus, esfaqueada 13 vezes

Mais um caso de violência doméstica foi registrado em um lar de Salvador (BA). A diarista Marli de Jesus relembra os momentos de pânico que viveu após ser esfaqueada pelo próprio companheiro, com quem tinha um relacionamento de mais de dez anos e uma filha adolescente.

“Estava voltando da praia, quando fui ao banheiro e voltei, ele pegou a peixeira e começou a me esfaquear pelas costas, dizendo que se eu não ficasse com ele não ficaria com mais ninguém”, disse ela.

No imóvel onde o crime aconteceu, no Candeal, marcas de sangue ainda são encontradas na parede. Marli relata que, enquanto era golpeada, a filha do casal tentou interferir e terminou sendo apunhalada também pela arma branca.

“Isso é um bicho, um monstro, que até a própria filha esfaqueou”, comentou Marli.

O desentendimento aconteceu após Marli descobrir que estava sendo traída pelo marido. Além disso, a vítima constatou que o agressor havia lhe subtraído o cartão de crédito e gastado R$ 3.000 com a suposta amante. Revoltada, Marli decidiu esclarecer o fato e o marido respondeu de forma violenta.

O suspeito foi detido, entretanto, continua ameaçando a vítima compulsivamente. Mesmo diante dos fatos, Marli aconselha outras mulheres a não se calarem, pois para ela, quem ama não machuca, nem em forma de traição nem fisicamente.

“Ele disse que se eu não fosse lá (cadeia) ver ele, quando ele saísse ia terminar o que ele começou. Eu digo que a mulher denuncie (sic), vá na delegacia, tenha coragem, a vida da gente vale mais”, finalizou a diarista.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!