João Pessoa, 06 de novembro de 2015 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
violência

Assalto a ônibus no Centro do RJ termina com tiros e três mortos

Comentários:
publicado em 06/11/2015 às 07h14
A- A+

Uma tentativa de assalto a um ônibus no Centro do Rio, na noite desta quinta-feira, terminou com o motorista do veículo e dois suspeitos mortos. Segundo testemunhas, dois ladrões entraram no coletivo da empresa Coesa, que faz a linha Passeio-São Gonçalo, na altura da Praça Onze. Poucos metros à frente, já na Cidade Nova, anunciaram o roubo. De acordo com a Divisão de Homicídios, um policial militar à paisana, que estava entre os passageiros, reagiu à abordagem e fez vários disparos em direção aos criminosos. A princípio, a DH acredita não ter havido troca de tiros, mas ainda espera ouvir todos os envolvidos.

O delegado responsável pelo caso, André Barbosa, participou da perícia no local. Segundo ele, com os ladrões, foram apreendidas uma arma de brinquedo e uma mochila. O conteúdo da bolsa ainda seria analisado. Ele disse, ainda, que já foram solicitadas as imagens da câmera de segurança do ônibus. Passageiros que estavam no coletivo prestaram depoimento durante a madrugada.

O caso aconteceu por volta das 20h40m, na pista lateral da Presidente Vargas, sentido Zona Norte, próximo ao prédio da prefeitura. Segundo um passageiro, um dos ladrões foi para o meio do corredor, enquanto seu comparsa ficou ao lado do motorista, que recebeu ordem para desligar as luzes e trafegar lentamente.

O técnico de informática Paulo Renato Matos de Barros, um dos passageiros, contou que os criminosos foram bastante agressivos:

— Os bandidos começaram a gritar, dizendo que queriam nossos celulares.

Logo depois, um PM à paisana reagiu.

— Quando começaram os tiros, eu me abaixei e não vi mais nada — disse Paulo Renato.

Outro passageiro, o motorista Cláudio Joaquim da Silva, relembrou os momentos de tensão dentro do coletivo:

— Nessas horas, passa muita coisa pela sua cabeça e você só tenta se defender.

Segundo a DH, o policial militar, que é lotado no 5º BPM (Gamboa), mas está atualmente a serviço do Tribunal de Justiça (TJ), reagiu ao assalto. O motorista Márcio Douglas Oliveira Diniz levou um tiro na cabeça e morreu na hora. Um dos ladrões, que ainda não teve o nome divulgado, também foi atingido por um disparo e morreu no local. O outro bandido, identificado como Gabriel Salomão Souza, chegou a ser encaminhado ao Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, mas também não resistiu aos ferimentos.

Uma faixa da via ficou interditada para o trabalho da perícia. Enquanto aguardavam para ser levados até a delegacia, para prestar depoimento, pelo menos dez passageiros foram acomodados num outro ônibus, que ficou estacionado na avenida. O PM que reagiu ao assalto se manteve ao lado dos policiais, perto do coletivo, e não quis dar entrevista.

Os peritos chegaram por volta das 23h. Dentro do ônibus, o corpo de um dos suspeitos estava caído sobre o do motorista. O veículo ficou com, pelo menos, duas marcas de tiro no para-brisa.

No dia 9 de outubro passado, um outro assalto a ônibus, no BRT Transoeste, terminou com tiros e dois bandidos mortos. Os criminosos anunciaram o roubo na altura da estação Vendas de Varanda, em Santa Cruz, mas um policial civil que estava entre os passageiros reagiu atirou nos dois.

Oglobo

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!