João Pessoa, 09 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NOVELA

Personagem evangélica em será ex-atriz pornô e mãe de homossexual

Comentários:
publicado em 09/05/2012 às 20h26
A- A+

 A Rede Globo prepara mais uma personagem evangélica que vai dar o que falar. A atriz Paula Burlamaqui entra em “Avenida Brasil” para viver uma ex-atriz de filme pornô, que vira pastora evangélica. Ela será mãe de Roniquito (Daniel Rocha) e o primeiro capítulo que participará vai ao ar no dia 26 de maio.

 
Segundo a atriz, a personagem mudará de nome após virar pastora. “Dolores é o nome evangélico e o nome de guerra era Soninha Catatau. Eu achei maravilhoso”, diverte-se. Além disso, Roniquinho, personagem do ator Daniel Rocha, é um homossexual não assumido que enfrenta problemas de convivência.
Após dois meses do início da novela, Burlamaqui entra na trama e intriga sobre a verdadeira ambição do personagem. Contudo, ela garante não saber quais são as intenções desse desejo súbito da pastora reencontrar a família. “Não sei se ela volta para criar o filho ou fazer outras coisas”, indica.
 
Diógenes, pai de Roniquito, irá receber uma carta da ex-mulher avisando que vai voltar e terá que explicar ao filho que sua mãe está viva, e não morreu em um naufrágio como ele dizia.
 
Essa não é a primeira vez que a atriz interpreta uma personagem num contexto GLS. Na trama “A Favorita”, de João Emanuel Carneiro, ela viveu a personagem lésbica Stela que se tornava a melhor amiga de Catarina (Lília Cabral) e chegou a se declarar à amiga.
 
O Verbo 
 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!