João Pessoa, 24 de setembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM JOÃO PESSOA

GPS ajudou polícia prender PM suspeito de matar jovem

Comentários:
publicado em 24/09/2021 às 16h46
atualizado em 24/09/2021 às 16h39
A- A+

As informações do GPS do veículo foram fundamentais para prisão de policial militar na tarde desta sexta-feira (24), suspeito de raptar e matar um jovem em João  Pessoa.

De acordo com o delegado Bruno Victor, através da das informações gravadas pelo equipamento foi possível traçar todo o trajeto que o veículo fez no dia do assassinato, que deve ter ocorrido, na quarta-feira (23), mesmo dia que o jovem foi levado de sua casa, no bairro de Mangabeira, Zona Sul da Capital.

Ainda de acordo com o delegado, após a identificação do veículo em imagens de câmeras de segurança, foi possível identificar o proprietário que afirmou que tinha emprestado o automóvel para o policial.

“Pegaram um carro com o proprietário, rodaram na cidade, na Região Metropolitana, foram até a Praia de Jacarapé  tarde da noite. Por volta das 20h, retornaram e depois devolveram o veículo ao proprietário em torno das 22h. Após a entrada do automóvel na Praia de Jacarapé a gente já havia começado a se alertar que poderia ter havido a execução da vítima”, revelou o delegado em entrevista ao programa Hora H, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra, na Rede Mais Rádio.

O carro foi emprestado por volta do meio dia da quarta ao policial e mais duas pessoas que estão foragidas. As  Imagens de câmeras de segurança mostram o momento que o policial e mais dois suspeitos param em frente a casa de parentes da vítima. A polícia acredita que eles procuraram informações sobre o pretenso alvo.

O corpo do jovem foi encontrado em uma região de mata no bairro de Jacarapé na manhã de hoje. O delegado disse que a vítima tinha envolvimento com tráfico de drogas, mas ainda não se sabe se essa foi a motivação do assassinato.

A Policia Civil contou com o apoio da corregedoria da Policia Militar para efetuar a prisão. O policial preso negou o crime e ficou em silêncio durante o interrogatório. Foi lavrada a prisão em flagrante e o policial militar deverá passar por audiência de custodia.

MaisPB

MaisTV

Prioridade é eleger Aguinaldo para o Senado, diz Ciro Nogueira

VÍDEO - 20/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas