João Pessoa, 27 de agosto de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Francisco Leite Duarte é Mestre e Doutorando em Direito pela UFPB. É professor da Universidade Estadual da Paraíba, Jurista, Escritor, Palestrante e Auditor Fiscal. Prêmio nacional de educação fiscal 2016 e prêmio estadual e nacional de educação fiscal 2019. Na literatura, publicou o romance “O pequeno Davi”, uma coletânea de contos chamada “Crimes de Agosto” e uma coletânea de prosa poética (este em parceria com Cavichioli), chamada “Decifra-me ou te devorarei

Um ano de MaisPB

Comentários:
publicado em 27/08/2021 às 07h34
A- A+

Comecei minha escrita na seção de Opinião do maisPB em 25 de agosto de 2020. A primeira crônica recebeu o título “Tributação do livro: lá vem o Brasil descendo a ladeira”. De lá até cá, um ano depois, não deixei uma só sexta-feira sem a minha assinatura no prestigiado portal de notícias.

Já foram 46 crônicas escritas. A segunda delas intitulou-se “O rei do futebol não foi Pelé, foi Caititu”, a terceira, “crônica de domingo à noite”, em homenagem ao meu cachorrinho Barão, que tem certeza de que eu sou um cachorro, e eu, a certeza de que é ele que é gente. A quarta chamou-se “Se não puder cumprir, não prometa”, a quinta, “A humanidade é o mundo todo”. Depois vieram “Crônica dos 59 anos”, “Quem for do sertão levante a mão”, “Tributação dos mortos, uma crônica desesperada”, “A hora H”, e por aí em diante.

Já falei sobre temática variada: o cotidiano, Literatura, amenidades, amizade, Religião, Política e saúde, como a crônica escrita em 22 de janeiro de 2021, sob o título “As diversas pontas da verdade: Tome a vacina, porra”, bem como histórias da minha infância. A última crônica, a do dia 20 de agosto, uma crônica linda — desculpem-me a falta de modéstia —, chamada “As estripulias de uma flor mirrada”.

Tenho muitas pessoas para agradecer. Ao competentíssimo jornalista Kubitschek Pinheiro, pelo convite que me fez logo após a publicação do meu romance “O pequeno Davi”. Ele foi muito generoso, tanto pela divulgação do evento como pelo convite para estar ao lado dele e ao de tantos cronistas/ensaístas, nomes de peso da cultura paraibana. Agradecimentos especiais à professora Regina Mariz, ela que faz a revisão dos meus textos e de todos os meus escritos, os romances “A vovó são louca”, “O pequeno Davi” e meu livro de memórias, “Os longos olhos da espera”. E aos meus leitores. Ah! Sem esses, nem razão de minha existência como escritor havia. A vocês, meu muito obrigado!

Acompanhe-nos instagram: @professorchicoleite

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

MaisTV

“Nordeste não é problema, é solução”, diz João Dória

AGENDA NA PARAÍBA - 23/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas