João Pessoa, 27 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
afastamento de bolsonaro

Apenas dois deputados da PB apoiam impeachment

Comentários:
publicado em 27/01/2021 às 19h10
atualizado em 27/01/2021 às 16h11
A- A+

Mais de 60 pedidos de impeachments contra Jair Bolsonaro (sem partido) já foram apresentados à Mesa Diretora da Câmara Federal. Partidos políticos, organizações e entidades usam os mais diversos argumentos para destituir o presidente do cargo, assim como aconteceu com Dilma Rousseff (PT) há pouco mais de três anos.

O último processo protocolado, feito por lideranças religiosas, leva em consideração a forma que Bolsonaro conduz o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. Até ontem, o Brasil já contabilizava mais de 218 mil mortes por Covid-19 e 8,9 milhões de casos confirmados da doença.

Segundo um levantamento feito pelo Portal MaisPB, ainda não há consenso na bancada paraibana para que o processo de cassação tramite agora na Câmara .

A maioria esmagadora dos parlamentares confidenciou à reportagem que, neste momento, não há clima no país para um processo semelhante ao que aconteceu na história recente, o que poderá mudar em breve.

Os congressistas apostam que o enfrentamento à pandemia deve ser o foco agora. Isso não descarta, na visão dos mandatários, que Bolsonaro seja investigado ou punido caso tenha cometido irregularidades na gestão federal.

Em entrevista à Rádio Arapuan, o deputado Wellington Roberto (PL), uma das principais lideranças no legislativo federal, tem essa linha de pensamento.

“Não estamos em um momento para falar de impeachment em uma altura de um problema muito maior que é a pandemia da covid-19. Estamos enfrentando uma situação crítica em todo o mundo e falar em impeachment seria afundar ainda mais o nosso país”, argumentou.

Por outro lado, há quem acredite que não se pode adiar o afastamento do presidente. É o caso dos deputados Gervásio Maia (PSB) e Frei Anastácio (PT), os únicos deputados paraibanos que abraçam publicamente à causa.

No último sábado (23), os dois estiveram em uma carreata organizada por movimentos sociais e partidos favoráveis ao afastamento do presidente.

“Ninguém aguenta mais tanta omissão e negligência desse DESgoverno. Pela vacina, pela VIDA e pelo #Brasil #ImpeachmentJa”, postou Gervásio Maia nas redes sociais, acompanhado de uma foto.

Wallison Bezerra – MaisPB 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!