João Pessoa, 02 de fevereiro de 2013 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
IRRESPONSÁVEL

Policial atropelado por embriagado será enterrado com honras militares

Comentários:
publicado em 02/02/2013 às 23h18
A- A+

O corpo policial Militar, Michel Márcio da Silva, 29 anos, está sendo velado em uma residência na Ilha do Bispo e será enterrado às 16h deste domingo (3) com todas as honras militares no Cemitério Senhor da Boa Sentença em João Pessoa. O soldado da Rotam morreu na noite do sábado (2) após ser atropelado por um veículo pilotado por um homem embriagado no bairro de Mangabeira, na zona Sul da Capital paraibana.

A morte de Michel aconteceu poucos dias após entrar em vigor novas regras que endurecem as penalidades pela ‘Lei Seca’. Outros três policias também foram atropelados e socorridos para o Hospital de Traumas de João Pessoa.

O soldado Michel Márcio da Silva, 29 anos, que era logado no 5º Batalhão de Policia Miltiar da Capital,  estava a serviço com seus companheiros fazendo o policiamento do bairro em duas motocicletas, quando foi surpreendido por um veículo modelo Fiat Pálio , de cor azul e placas MNE 8862-PB, pilotado por Valdivan Soares Diniz, saindo de uma rua em alta velocidade.

O soldado não resistiu aos ferimentos e morreu (Foto: @BPTranPB )

O condutor não teria observado a sinalização e colidido violentamente contra os policiais. O soldado, que estava lotado no 5º Batalhão de Polícia Militar, em João Pessoa, ainda foi socorrido para o Hospital de Trauma de João Pessoa junto com os companheiros, mas, não resistiu aos ferimentos e morreu. Os outros feridos não correm risco de morte.

Já o condutor do carro foi preso e levado para a 9ª Delegacia Distrital, no bairro de Mangabeira.

Através do Twitter, a Policia militar, declarou neste domingo que a perda do soldado entristece a alegria do aniversário da Instituição, que completa hoje 181 anos. "A Polícia Militar está de luto", diz o posta da PM.

Ainda no Twitter, o comandante do 2º BPM, em Campina Grande, tenente coronel Souza Neto,  lamentou a morte do soldado considerando uma “perda imensurável”.

De acordo com Souza Neto, Michel Márcio da Silva foi seu aluno no curso da Rotam em João Pessoa e se apresentava como um jovem “esforçado” e “vibrador”.

“A instituição está em luto.Perda imensurável. Vai com Deus irmão”, postou.
 

MaisPB

com Portal Correio 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!