João Pessoa, 28 de março de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CORONAVÍRUS

Escolas apostam em live para atualizar alunos

Comentários:
publicado em 28/03/2020 às 16h21
atualizado em 28/03/2020 às 18h55
A- A+
Aluno do Berçário Escola Infantil Vila Kids se diverte com atividades em casa (Foto: arquivo pessoal)

A pandemia do novo coronavírus provocou a adoção de medidas para evitar a disseminação na Paraíba, entre elas, está a suspensão de aulas. Alguns escolas têm inovado em atividades para manter os pequenos entretidos enquanto estão em casa, e o ritmo de estudo naqueles estudantes que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No Berçário e Escola Infantil Vila Kids, em Manaíra, as redes sociais são utilizadas como aliadas para tentar estreitar os laços do convívio interrompido. Lives, videoaula e recadinhos integram a receita para que os pequenos, mesmo em casa, sintam o carinho do Berçário. “Mais do que nunca esse é um momento de união entre a família e a escola. No entanto, por outro lado, entendemos que as famílias estão procurando planejar formas de se sustentar emocionalmente e financeiramente”, avalia a psicopedagoga Ramberlita Morais, proprietária do Vila Kids.

Atividades pedagógicas envolvem pais e filhos (Foto: arquivo pessoal)

Neste momento, além de elaborar atividades, a preocupação da empresária também está no possível aumento do índice de inadimplência. “A escola sempre enfrentou o “monstro” da inadimplência, e esse cenário econômico atual nos deixa ainda mais preocupados, porém caminhamos para o fim deste mês na esperança do pagamento das mensalidades para que possamos também honrar com os compromissos, salários dos professores, alugueis e impostos.É um cenário preocupante, principalmente para as pequenas empresas”, explicou.

No Sistema de Educação Prime’s cool, as lives no Instagram envolvem crianças, mamães e papais. Na mais recente, uma chef de cozinha falou sobre culinária para crianças. No espaço também houve contação de histórias, brincadeiras musicais, charadas e piadas. Uma programação semanal é elaborada para garantir a diversão e entretenimento dos pequenos.

Preparação para o Enem

O ISO Colégio e Cursos, por exemplo, irá utilizar uma plataforma própria de ensino EaD para que os alunos do cursinho e do 3º ano possam continuar se preparando para o Enem durante a quarentena. Após o período de férias antecipadas, caso seja necessário manter a quarentena, a escola ampliará as aulas EaD para outras turmas. Além disso, nas redes sociais, os professores estão propondo desafios de arte, ciências e esportivos, para os alunos se divertirem com a família durante o isolamento. Os resultados enviados são repostados na página da escola para que eles possam acompanhar o desempenho uns dos outros.

Atividades lúdicas e divertidas

Já a escola de idiomas Yázigi Ruy Carneiro, também está presente nas plataformas digitais, oferecendo a seus alunos e-books e audiobooks para estimular o contato com o idioma, aulas online com os professores para manter o hábito da conversação, exercícios e atividades através do portal Y-Connect, além de conteúdos selecionados e dicas para os pais incentivarem a prática dos ‘Little Kids’, os pequenos aprendizes do Yázigi, com idade a partir de 3 anos.

“Durante uma quarentena causada por uma pandemia como essa, não basta que as atividades online sejam uma espécie de EaD, pois além do conteúdo é necessário pensar na saúde mental, por isso é importante que as escolas invistam também em atividades lúdicas, divertidas, que promovam a interação de toda a família”, comenta Gustavo Sousa, diretor do Yázigi Ruy Carneiro.

Pediatra orienta

Pediatra do Hospital do Hapvida em João Pessoa, Ivna Toscano

A pediatra do Hospital do Hapvida em João Pessoa, Ivna Toscano reforça a ideia de “quarentena não é férias” e explica o que pode ser feito para que os pequenos não fiquem entediados. “Neste momento o importante é procurar entreter as crianças com atividades recreativas e pedagógicas, evitando que elas fiquem entediadas, agitadas ou gaste todo o tempo nas telas”, orienta.

Ela explica que as atividades podem variar de acordo com a idade da criança e é preciso levar em consideração o que a criança mais gosta. Além disso, buscando inovar na brincadeira. “Na internet se encontra vários jogos, dinâmicas e brincadeiras que podem ser feitas com material reciclado, experimentos que podem ser realizados com ingredientes presentes na nossa ‘feira’ e diversos materiais para contar histórias, fazer bonecos, colagem, pintura e etc. O segredo é usar a criatividade e se divertir também”, sugere.

Outra preocupação dos pais neste período de quarentena é em relação ao ritmo com as atividades escolares. Sendo assim, a pediatra afirma que os responsáveis pela criança que está em casa devem buscar também desenvolver atividades pedagógicas adequadas para faixa etária com o intuito de treinar a concentração dos pequenos. “Algumas escolas disponibilizaram materiais para esse período de quarentena, mas em situações em que a escola não tenha disponibilizado procure o assunto estudado nesse início de ano e atividades compatíveis para sedimentar o conhecimento em sala de aula”, recomenda.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!