João Pessoa, 16 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Petrobrás

NE: estados questionam falta de investimentos

Comentários:
publicado em 16/09/2019 às 20h30
atualizado em 17/09/2019 às 13h15
(Foto: Secom-PB)

A carta produzida pelos governadores do Nordeste, que se reuniram nesta segunda-feira (16) em Natal, expressa preocupação com a redução da Petrobras na região e se dispõe a dialogar para buscar alternativas que garantem a manutenção das atividades da estatal nos estados representados no documento. Confira.

De acordo com o texto, a empresa tem ‘alto impacto na geração de emprego e renda, no desenvolvimento regional, cultural e socioambiental nas sub-regiões e cidades’.

Presente no encontro, o governador João Azevêdo (PSB) se queixou da falta de investimentos da empresa no Nordeste e adiantou que o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste deve se mostrar como alternativa de investimento para países da Europa.

Também na carta, os gestores se mostram a favor da reforma tributária e veem na medida uma forma de reduzir as desigualdades sociais e regionais e defendem a simplificação na tributação sobre o consumo. Para eles, é necessários ‘reformar a regressividade sobre renda e patrimônio dos modelos praticados pelas economias mais desenvolvidas’, além de fortalecer os fundos regionais e preservar os mecanismos de financiamento do Estado Social.

Investimento na Educação

Além de ressaltar o desejo de tornar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) algo permanente, os governadores voltaram a defender os investimentos nas Universidades Públicas, a garantia de recursos na formação de profissionais e professores capacitados para atender a demanda, “por meio da produção de conhecimento, com liberdade de expressão e
autonomia universitária”, destacou o texto.

Aplicativo Preço da Hora

Os governadores assinaram um convênio que viabilizará o compartilhamento do aplicativo ‘Preço da Hora’ para toda a região. João Azevêdo comemorou a adesão e destacou a importância do programa. “Esse aplicativo permite ao cidadão consultar qualquer produto de forma rápida e onde se pratica o melhor preço. Mais de 200 mil pessoas já baixaram e estão utilizando essa ferramenta, que estamos passando para outros Estados a fim de criar um outro patamar dentro do serviço público para economizar recursos humanos e financeiros. O Tribunal de Contas da União já manifestou o interesse de conhecer o aplicativo através de um acórdão para que os Estados possam utilizá-lo com segurança jurídica”, frisou.

Assista:

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também