João Pessoa, 25 de abril de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Movimento de Mulheres

Prefeitas pedem união contra feminicídios

Comentários:
publicado em 25/04/2019 às 11h06
atualizado em 25/04/2019 às 16h02
Foto: Albemar Santos/MaisPB

Reunidas nesta quinta-feira (25) em João Pessoa, as prefeitas paraibanas sugeriram a união e trabalho integrado entre Estado e municípios para combater os crimes de feminicídio na Paraíba. O encontro foi promovido pelo Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM), que é ligado a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup).

A prefeita de Belém, Renata Cristinne (MDB), lembrou que 40 prefeituras da Paraíba estão sob o comando de mulheres. “Estamos comprando essa briga para termos uma política pública voltada ao combate ao feminicídio na Paraíba”, afirmou.

Ela sustenta que para enfrentar a violência cometida contra as mulheres é necessária uma atuação em rede que envolva municípios, Governo do Estado, Secretarias da Mulheres e de Segurança Pública, além das Delegacias da Mulher.

Márcia Lucena (PSB), prefeita do Conde, acrescenta que o problema deve ser combatido na base, na forma em que a mulher é inserida na sociedade, aliado ao combate ao machismo. “A partir desse núcleo formado por mulheres a gente precisa atingir os homens que têm compromisso como prefeitos, vereadores, deputados para enfrentar e mudar essa realidade. Não podemos permitir que o feminicídio continue se propagando, crescendo, como ocorre desde o início do ano. A gente precisa enfrentar isso”, avaliou.

O presidente da Famup, George Coelho destacou que a entidade busca um trabalho que envolva entidades dos governos federal e estadual no combate ao feminicídio. “Precisamos de ações verdadeiras de sustentabilidade”, afirmou.

Confira o vídeo:

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também