João Pessoa, 17 de fevereiro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ESCLARECIMENTO

Promotor nega existência de ‘fio preto’ da Energisa

Comentários:
publicado em 17/02/2017 às 20h19
atualizado em 18/02/2017 às 12h56

O coordenador Programa Proteção e Defesa do Consumidor (MP-Procon) do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Glauberto Bezerra, considerou, na noite desta sexta (17), como “factóides” a polêmica criada sobre a Termo de Ajustamento de Conduta e o ‘fio  preto’ da Energisa.

Em entrevista ao programa  60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan FM, promotor negou que a multa de R$ 800 mil em assinatura do TAC com a concessionária de energia tenha relação com as denúncias de que a Energisa estaria implantado gatos para lesar o consumidor.

Glauberto Bezerra negou a existência da fraude denunciada e disse que a empresa foi multada por outras irregularidades no atendimento ao cliente.

“Se tivesse fio preto alguém certamente estaria preso porque as ações do MP-Procon tem sido firmes e já prendemos e continuamos prendendo em defesa da sociedade. Achamos estranho que estejam criando confusão em virtude do termo fio preto”, afirmou.

Roberto Targino – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também