João Pessoa, 10 de março de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
liberação

Ministro da Saúde garante emendas de Wilson para PB

Comentários:
publicado em 10/03/2016 às 10h08
atualizado em 10/03/2016 às 07h23
A- A+

O ministro da Saúde, Marcelo de Castro, garantiu a liberação de emendas de autoria do deputado federal Wilson Filho (PTB) para a construção de Unidades de Saúde da Família (UBS) e academias da Saúde para cinco municípios paraibanos. Ele também se mostrou preocupado com a situação do Conselho Municipal de Saúde de João Pessoa, que está sem comando e corre o risco de deixar o município inapto para receber recursos do Ministério.

A notícia da liberação dos recursos foi dada pelo ministro no início da noite desta quarta-feira (9), durante reunião com os parlamentares da bancada paraibana no Congresso. Wilson Filho esteve presente ao encontro e ressaltou a importância das unidades para fortalecer o sistema de saúde no Estado.

“A população precisa de atendimento básico de Saúde perto de casa. Quem mora em municípios pequenos sabe da dificuldade que é conseguir assistência médica quando não há USF na sua cidade. Ficamos agradecidos ao ministro por reconhecer o nosso pedido e garantir a liberação dos recursos para a construção dessas unidades”, comentou o deputado, lembrando que os municípios beneficiados serão Belém, Itaporanga, Jacaraú, São Sebastião da Lagoa de Roça e Uiraúna.

O ministro garantiu ainda ao deputado que irá intervir no caso da ausência do Conselho de Saúde de João Pessoa. A Prefeitura da cidade ainda não realizou processo para a escolha dos novos membros e a entidade está sem representatividade. “Isso além de atentar contra o controle social pode impedir do município receber recursos federais, já que essa é uma exigência do Ministério. O município só recebe repasses, se o Conselho estiver instalado”, explicou Wilson Filho.

Solicitação da bancada – A bancada federal levou ao ministro Marcelo de Castro a seguinte pauta de prioridades para o Estado: centro de pesquisa em Campina Grande para investigar a as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypit, a exemplo da Zika, e sua relação com a microcefalia e outras patologias; um hospital da Rede Sarah na Paraíba; ajuda aos hospitais filantrópicos do Estado e a continuidade da liberação de recursos para a conclusão do Hospital Metropolitano, em Santa Rita.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!