João Pessoa, 14 de fevereiro de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EXCLUSIVO

CBF interditará Almeidão até viaduto do Geisel ficar pronto

Comentários:
publicado em 14/02/2016 às 22h35
atualizado em 05/03/2016 às 10h38
A- A+
Torcida do Sport foi obrigada a tirar a camisa para entrar no Almeidão (Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press)
Torcida do Sport foi obrigada a tirar a camisa para entrar no Almeidão (Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press)

Torcida do Sport foi obrigada a tirar a camisa para entrar no Almeidão (Foto: Aldo Carneiro (Pernambuco/Press)

O estádio Almeidão será interditado para jogos da Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro até a conclusão do viaduto do Geisel – obra compromete o entorno da praça esportiva com entulhos. A informação – dada com exclusividade à coluna – é do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho.

A decisão já está tomada pela Confederação Brasileira de Futebol, após imbroglio que vetou a participação de torcedores do Sport com camisas do clube na partida contra o Botafogo, realizada neste domingo (14) no estádio da Capital.

Eis a declaração do presidente da FPF-PE, dada à reportagem:

“A CBF tomou a decisão de não realizar nenhum jogo no Almeidão a partir de hoje, até que o estádio seja aprovado por uma comissão nacional, para que não tenhamos fatos lamentaveis como os de hoje, incluindo intervenção do Ministéiro Público. Eles dizem uma coisa, outra hora diz outra, acerta com a Polícia outra. Isso é um desserviço e irresponsabilidade com o futebol gerando prejuizos e riscos para todos. Falta total de profissionalismo”.

A decisão da CBF foi tomada sob pressão de investidores da Copa do Nordeste, entre os quais o grupo Turner, sócia-majoritária do canal Esporte Interativo. Para os patrocinadores – que devem pagar até R$ 14,8 milhões em premiações – os vetos as torcidas na partida realizada em João Pessoa mancham a competição.

A decisão da CBF de vetar o estádio não valerá para o Campeonato Paraibano, porém, o dirigente da FPF-PE cobra do dirigente paraibano Amadeu Rodrigues a mesma posição.

“Eu sendo o presidente (Amadeu) não assumiria este risco. A responsabilidade é do gestor, é de Amadeu. Já tive situação parecida em Pernambuco, quando vetei um de nossos estádios que tinha uma obra no seu entorno afetando a segurança dos torcedores”.

Primeiro veto. A primeira partida que deve ter interferência da decisão da CBF, é a partida entre Campinense x Imperatriz-MA, pela segunda rodada da Copa do Nordeste, marcada para terça-feira (16).

Dor de cabeça. O presidente do Campinense, William Simões, não acredita que a partida seja adiada, no entanto, já trabalha com a possibilidade do jogo poder ser realizado em outra cidade. Patos e Cajazeiras seriam alternativas.

Banho de sol. Com a decisão de vetar os torcedores do Sport de assistir ao jogo com a camisa de seu clube, os torcedores pernambucanos assistiram a partida sem camisa, sob uma temperatura de mais de 30ºC na arquibancada sol do estádio Almeidão.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!