João Pessoa, 20 de agosto de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

O olhar do DEM

Comentários:
publicado em 06/11/2011 às 09h10
A- A+

Na política, nem sempre o silêncio é a tradução da omissão ou do agachamento. Às vezes é estratégia, tempo de análise, projeção, leitura da conjuntura e engatilhamento discreto de projetos. É o que se passa nas hostes dos Democratas da Paraíba.

O núcleo pensante da legenda não externa publicamente insatisfação com o Governo. Prefere dizer que tem saído de cena de caso pensado porque reconhece que quem precisa aparecer nesta fase é o governador Ricardo e não os aliados.

Mas o partido não tem apenas acompanhado a caravana passar. O clã de Santa Luzia, que lidera o DEM no Estado, se mobiliza como pode para em 2012 manter o segundo lugar no número de prefeituras. Pela conjuntura, uma tarefa desafiadora.

Efraim Morais e companhia limitada querem preservar os espaços e a ramificação pelo Interior para chegar em 2014 com o mesmo tamanho que tem dado ao DEM um peso decisivo nas últimas eleições na Paraíba.

O status de fiel da balança numa Paraíba dividida por dois grupos políticos predominantes nos processos eleitorais não será perdido de vista pelos timoneiros do ex-PFL, dono agora da maior bancada da Assembléia, após as defecções do PMDB.

Os caciques do DEM, por enquanto, estão cônscios de que são essenciais para a governabilidade de Ricardo. E essa condição leva o quartel general democrata a ter postura de colaboração, porém sem deixar de vislumbrar o futuro. Mais cedo ou mais tarde, vão exigir reciprocidade nas mesmas proporções da contribuição ao projeto.

Prejuízos
O Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas entrou na Justiça para obrigar o fisco a liberar 40 caminhões lacrados pelos grevistas do Fisco Estadual.

A próxima
Conselheira federal da OAB, a defensora Ângela Abrantes vê intransigência do governador Ricardo e considera inevitável a greve dos defensores.

Cícero volta a ser alvo
Depois do senador Wilson Santiago (PMDB), o alvo da IstoÉ deste final de semana é o senador Cícero Lucena (PSDB). A Revista traz recente denúncia formulada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que acusa o tucano de fraudar licitações e beneficiar empreiteiras em 1997 e 2004, quando era prefeito de João Pessoa.

Denúncias não são novas
Os fatos elencados pela PGR já haviam sido arquivados pelos ministros do Tribunal de Contas da União, com base em pareceres técnicos do TCE da Paraíba, mas a Procuradoria Geral não acatou os argumentos da defesa e apresentou denúncias de 650 páginas ao Supremo.

Ciceristas vêem motivações políticas
Os aliados de Cícero minimizaram e classificaram a reportagem como mais uma denúncia requentada nascida no ventre das articulações dos adversários do pré-candidato à Prefeitura. “O povo já está vacinado contra isso”, disparou o vereador Marcus Vinicius (PSDB).

Aquecimento
Cícero reservou os últimos dias para consultas na nutricionista e no dentista. Ele quer chegar em 2012 bem nutrido e pronto para mastigar Luciano Agra (PSB).

Espalhando
Agra entregou ontem pavimentação de quatro ruas no Conjunto Ernani Sátiro. Aos poucos vai interiorizando suas ações e levando obras para a periferia.

Em 10 meses
Com a entrega da Rodovia de Poço José de Moura, o Governo Ricardo comemorou a inauguração da sexta estrada e a terceira cidade ligada por asfalto.

Bestinha
Dizem na ágora que aquele dirigente partidário trocou o salário por uma gambiarra que também lhe rende cerca de R$ 10 mil. Pense num desprendimento…

Reprovado em Geometria
A Coluna errou feio ao dizer que a vida do ex-deputado Pastor Fausto Oliveira, do púlpito à cadeia, deu um giro de 360 graus. O certo seria 180 graus.

Compreensão
Se depender dos apelos governistas, o secretário Manoel Ludgério (PSD) liberará a filiação de Doda de Tião em nome do projeto e da governabilidade.

Imagem
O prefeito de Cajazeiras, Carlos Rafael (PTB), quer ampliar e melhorar a estratégia de publicidade de sua gestão. Ele tem se queixado da ausência da 9Idéia.

Mídia
Pelos menos duas grandes agências contratadas pelo Governo já estão com campanhas em fase de acabamento. Não vai demorar para ganhar as ruas.

Eleições I
Giucélia Figueiredo promoveu ontem no clube de Engenharia, na Praia do Seixas, uma feijoada de adesão à sua candidatura a presidente do CREA da Paraíba.

Eleições II
Já o ex-secretário da Defesa Civil da Capital, Manoel Duré, distribuiu nota convidando os associados da entidade a irem às urnas na próxima terça, das 9h às 19h.

PINGO QUENTE“Vamos passar agora a fase de remoção de entulhos”. Do secretário João Azevedo explicando o recomeço das obras da Nova Camará, de onde nem um exército de caminhões basculantes pode remover os motivos da tragédia.
 

*Reprodução do Jornal Correio da Paraíba

Leia Também