João Pessoa, 28 de abril de 2017 | --ºC / --ºC 05:32 - 2.6 | 11:41 - 0.0 | 17:58 - 2.6 $ Dólar 3,17 - € Euro 3,45

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A resposta de Chico

Comentários:
15/03/2012 às 10h43
A- A+

O secretário de Cultura, Chico César, esclareceu à
Coluna, em longa mensagem, que a Paraíba teve direito
a indicar nove pessoas (ficam cinco) para a Especialização em Gestão Cultural, fruto de convênio entre Minc e
Fundação Joaquim Nabuco. De acordo com os requisitos
da Fundaj, as indicações se dividiram entre servidores da
Secult, representantes dos pontos de cultura e instituição
de ensino superior.

A Rede de Pontos de Cultura da Paraíba apontou
seus candidatos. A indicação da instituição de ensino superior, a Secult indicou “uma pessoa ligada ao campo da gestão cultural, com reconhecida atuação no setor, que atuará
como aluno-mediador”. Os nove escolhidos já passaram
pelo Processo Seletivo, em Recife, na última segunda.

Adiante: “Além dos quatro membros da Secult, foram
indicados pelos Pontos de Cultura Alcemir Freire, Nivaldo
Amador, Ana Clara Maia, Celênia Macedo e Crisólito Marques”. Na vaga da UFPB, “houve a indicação do cineasta
Torquato Joel, que por ocupar a condição de aluno-mediador não necessitou passar pelo crivo da Banca Avaliadora”.
E mais: “Nos próximos dias, após a avaliação impessoal e transparente da Banca, conheceremos os selecionados. A partir daí, caberá a Secretaria de Estado da Cultura
firmar convênios com os Pontos de Cultura que aprovaram
seus indicados, além da UFPB, para o repasse do custeio
dos alunos durante o período de curso”.

Palavra final – “Reafirmamos o compromisso com uma gestão
cultural plural, participativa e descentralizada,
aplicando estes princípios
em nossas políticas, projetos e ações”.

Sirenes ligadas no Palácio – A derrota na votação da MP da fusão das secretarias da Receita e Finanças na sessão de ontem na Assembléia Legislativa é novo sinal de alerta à articulação do
Governo e prova cabal que, além de limitada numérica
e argumentativamente, a bancada governista é frágil e
inconstante, pra não dizer inconfiável.

Desvirtuamento legislativo – Por outro lado, os deputados extrapolaram o dever
da análise técnico legislativa, desde o âmbito da CCJ, e se
ativeram a uma apreciação política. Não está escrito em lugar nenhum que um governador não tenha direito de criar,
fundir ou extinguir secretaria.

Mel no favo da oposição – Ainda sobre o saldo de ontem na Assembléia, a ausência do presidente Ricardo Marcelo, a baixa de Edmilson
Soares (PSB), obrigado a presidir a sessão, e a omissão do
deputado João Gonçalves (PSDB) adoçaram a boca dos
oposicionistas.

Caminho – Se quiser ter paz nas
votações, o governo não
pode prescindir de estabelecer outro nível de relação
com Ricardo Marcelo, avalista-mor do voto de parte
considerável da Casa.

Deficiência – Outra. Não há no
governo articulador oficial
que seja interpretado pela
base como alguém com
autoridade, cumplicidade
com Ricardo e senha pra
resolver as coisas.

Inflamável – Perigoso o discurso do
líder Hervázio Bezerra ao
dizer, após a votação, que
o resultado servia para o
governo conhecer os verdadeiros aliados. É gasolina
pra apagar incêndio.

Prato frio – Defenestrados e expatriados do Governo Ricardo
Coutinho já encontraram o
melhor alojamento da vingança: a caravana do apoio
à candidatura de Luciano
Cartaxo (PT).

Canal – O prefeito Agra e a
secretária Marly Lúcio trouxeram de Brasília na mala
boas notícias. Cavaram o
sinal aberto da TV cidade
este ano. Agra conseguiu
R$ 5 mi pra Estação Ciência.

Faltou dizer… -O ilustre secretário só não explicou porque, diferente das Secult’s de outros Astados, deixou de publicizar a seleção e abrir inscrições aos interessados. Ainda volto ao tema.

Risco de extinção – Alunos de Ecologia
(UFPB) protestam contra
as condições das salas. As
aulas só acontecem com
auxílio de ventiladores
improvisados no chão. Uma
situação animal.

Credibilidade – Para Paulo de Tarso,
presidente do Instituto
Consult, as avaliações qualitativas mostram uma nova
tendência do eleitor: votar
no candidato que cumpre
promessas de campanha.

Dobradinha – O Consult e o Sistema
Correio fecharam parceria
ontem. O Instituto será o
responsável pela sondagem
das intenções de votos dos
paraibanos nas principais
cidades do Estado.

Sucursal – De tanto ver e ouvir
Veneziano Vital na imprensa de João Pessoa, semanalmente, já tem vereador
aliado pensando que é mais
fácil conseguir agenda com
o prefeito na Capital.

Programa – A Academia Feminina
de Letras e Artes da Paraíba
promove hoje, às 16h, Casa
de José Américo, palestra
sobre arte e música. Convite
da presidente, professora
Vera Medeiros.

Pingo Quente

Nada foi premeditado

(Do deputado João Gonçalves (PSDB) querendo fazer alguém acreditar que de repente pensou e decidiu não decidir seu voto na sessão de ontem na Assembleia)

Leia Também

ASSISTÊNCIA

Governo promove ação voltada aos ciganos no Sertão paraibano

O secretário de Cultura, Chico César, esclareceu à Coluna, em longa mensagem, que a Paraíba teve direito a indicar nove pessoas (ficam cinco) para a Especialização em Gestão Cultural, fruto […]

CULTURA

DO publica projetos aprovados no Fundo de Incentivo à Cultura

O secretário de Cultura, Chico César, esclareceu à Coluna, em longa mensagem, que a Paraíba teve direito a indicar nove pessoas (ficam cinco) para a Especialização em Gestão Cultural, fruto […]