João Pessoa, 27 de setembro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'Arte Gestacional'

Projeto leva emoção e alegria para grávidas

Comentários:
publicado em 27/09/2018 às 10h21
atualizado em 27/09/2018 às 10h22

O toque das mãos da enfermeira obstétrica sobre a barriga da gestante, somado a escuta do coração do bebê, identifica a posição em que se encontra a criança e, aos poucos, a barriga da mamãe ganha novas cores e uma imagem projetada de como o bebê pode estar posicionado.

A atividade, que encheu os olhos e o coração de 20 mamães de alegria e emoção, ocorreu na tarde dessa quarta-feira (26), no setor de obstetrícia do Hospital Geral do Hapvida, em João Pessoa. O projeto Arte Gestacional foi idealizado pelas enfermeiras obstétricas, Ana Lúcia Cavalcante e Sheylla Dantas, e exercido pela equipe de enfermagem da unidade hospitalar.

A enfermeira Ana Lúcia falou sobre o que representa o projeto para as gestantes que participam. “O relato que recebemos das mães foi de que elas sentem o vínculo com o bebê aumentar quando observam a barriga pintada com a imagem da criança. A pintura é uma forma lúdica que une a família e proporciona uma espécie de segurança para as mamães”, afirmou.

O gerente de enfermagem do Hapvida, Jimmy Farias, também falou sobre o projeto Arte Gestacional. “É uma experiência de transformar o período final da gestação em momento de descoberta e conexão com os filhos. Além disso, o desenho ajuda as mães a compreenderem como está o bebê, onde estão os membros e órgãos, potencializando a conexão entre eles”, disse.

Com apenas 20 dias à espera do pequeno Rafael, a gestante e beneficiária da Rede Hapvida, Pryscilla Costa, relatou que esse contato traz tranquilidade para o momento do parto. “Saber como ele está e poder ouvir os batimentos cardíacos dele, me deixa mais confortável e menos ansiosa para chegada dele”, reforça.

O projeto Arte Gestacional é realizado várias vezes ao mês para mulheres que se encontram com 30 semanas de gestação ou mais. O trabalho tem duração, em média, de uma hora e meia e todo material utilizado é atóxico.  Antes de iniciar os trabalhos de pintura na barriga, as mamães que participam do projeto recebem orientações sobre os cuidados com o recém-nascido, que vai desde o primeiro banho, limpeza do coto umbilical, aleitamento materno e engasgo.

MaisPB

Leia Também