João Pessoa, 27 de junho de 2017 | --ºC / --ºC 00:23 - 0.3 | 06:43 - 2.5 | 12:58 - 0.2 | 19:15 - 2.3 Dólar 3,30 - Euro 3,69

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Desde 1993 exerce as funções de Diretor Executivo da AETC-JP. Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Um casamento na Aruanã

Comentários:
publicado em 03/11/2014 às 17h29
A- A+

Aruanã, a que me refiro, é – como muitos paraibanos e especialmente pessoenses já sabem – uma das mais importantes pousadas instaladas na cidade do Conde. E casamento… é casamento, este belo ato em que duas pessoas, particularmente um homem e uma mulher, decidem, em nome do amor, um(a) em relação à(o) outra(a), tornar-se esposo(a) para assim viverem, sob as bênçãos de Deus, “até que a morte as separem”!

E, “de repente, mais que de repente”, sem que convidado tivesse sido, vejo-me assistindo – se bem que à certa distância – uma solenidade de casamento tão bela quanto peculiar!

Isto mesmo! Aconteceu sábado, primeiro dia de novembro deste ano de 2014, iniciada pelas 16 horas à beira-mar (na praia mesma) que serve de linda paisagem à frente (ou à trás?) da Pousada Aruanã!

Chegáramos à pousada aí pelas 16 horas, eu e minha esposa (Ana), levando um bolo que outros parentes e amigos aguardavam para cantarmos o “parabéns pra você” pela passagem dos 7 anos de nascimento de nossa neta Ana Clara. Eis que, já atrasada esta comemoração, foi adiada para momentos depois a fim de que fosse satisfeita a curiosidade de todos no “brechar”, do alto da Aruanã, a solenidade de casamento que se realizava à beira-mar!

Pense, leitor(a), que coisa bonita!… E essa beleza mais se acentuou quando, já ao anoitecer, com os convidados a esta altura no salão de recepções da pousada, recebem os noivos que desfilam a partir da rampa de acesso entre a praia e esse salão! Minhas netas, quatro crianças, espontaneamente iniciaram, de onde nos encontrávamos, os aplausos para os noivos!

A partir daí, até os outros hóspedes da Pousada Aruanã, especialmente os que se encontravam na ou ao redor das piscinas, também curtiram o bom repertório musical de um grupo que vim a saber ter o nome “Banda BR3”!

Mas, a esta altura da leitura destes escritos, aguça a curiosidade quanto a “E os noivos?! Quem são?!”. Esta curiosidade também estava em mim. E fui me informar: a noiva é uma paraibana de nome Ivna, que já reside em Dubai; o noivo tem por nome Jonathan (americano que mora em Dubai). E os familiares de ambos lotaram a Pousada Aruanã. Na manhã do domingo, tantos os americanos ali presentes, fizeram com que uma de minhas netas viesse a mim perguntar: “Vô, o que é que esse pessoal fala?!…”.

Leia Também