João Pessoa, 11 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
TECNOLOGIA

Spray substitui descarga com 1 ml de água

Comentários:
publicado em 08/01/2015 às 09h03

Três amigos recém-formados na Universidade de Caxias do Sul criaram um dispositivo que elimina o uso de água na hora da descarga para descarte da urina. No lugar da água, um spray biodegradável preso à louça é acionado por um botão ao lado do vaso sanitário. A substância higieniza e tira o odor, segundo os criadores.

Por acionamento, o spray usa 1 ml de água e garante economia de mais de 2,2 mil litros por mês, promete o projeto. No caso dos dejetos sólidos, o procedimento segue mesmo, com a descarga comum.

Em imóveis antigos, a descarga consome em torno de 12 litros ou até mais por uso. Se a válvula for mais moderna, o gasto pode cair para 6 litros para dejetos sólidos e 3 litros para urina. Para colocar o produto o spray biodegradável no mercado, o grupo montou uma ‘start up’ em Bento Gonçalves e deu entrada no pedido de patente da ideia.

O dispositivo foi testado em casas, escolas e prédios públicos antes de começar a ser fabricado. O grupo já investiu R$ 20 mil do próprio bolso e busca investidores para ampliar a produção. O foco é o mercado paulista, principalmente empresas que procuram alternativas para reduzir o consumo e amenizar os efeitos da crise hídrica no estado.

Alternativa para economia

A ideia surgiu em 2010, quando o então estudante de comércio internacional em Caxias do Sul Ezequiel Vedana da Rosa, de 26 anos, passou a questionar o uso excessivo de água para dispensar a urina. Ele fez uma pesquisa de mercado e percebeu que, para reduzir o consumo, seria preciso gastar mais dinheiro, como trocar a bacia sanitária ou adaptar o sistema hidráulico para válvulas econômicas.

A partir de 2012, com a ajuda de dois amigos – Ariane Tamara Pelicioli (formada em psicologia), de 23 anos, e
Bruno Rafael de Souza (formado em Marketing e Planejamento estratégico), de 28 anos – ele desenvolveu o projeto e criou o produto ao longo de dois anos. Como não tinham formação específica em engenharia ou química, a equipe contratou um especialista para ajudá-los no desenvolvimento da fórmula e no dispositivo.

O modelo do spray biodegradável para residências tem preço estimado de até R$ 35, com refil com capacidade para 250 acionamentos que custa entre R$ 5 e R$ 6. Já o modelo para indústrias e locais de grande movimento pode ser usado para 5 mil acionamentos. A proposta é usar o dispositivo também em banheiros químicos e sanitários de ônibus. Quem quiser testar o dispositivo, pode se cadastrar no site da ‘start up’.

G1

Leia Também