João Pessoa, 13 de janeiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
figura de campina

Romero decreta luto de três dias por morte de médico

Comentários:
publicado em 13/01/2018 às 10h00

O prefeito Romero Rodrigues lamentou profundamente a morte do médico ortopedista Benedito Fernandes Brilhante, na sexta-feira (12), em João Pessoa. Dr. Brilhante, como era mais conhecido, ao longo de 46 anos de carreira, integrou a primeira turma da Faculdade de Medicina de Campina Grande, tendo a colação de grau ocorrido em 1973, e tornou-se um dos profissionais mais respeitados e queridos da cidade.

Romero assinou decreto no Município, estabelecendo luto simbólico de três dias pelo falecimento do médico, que enfrentou com dignidade até o fim sua luta contra um câncer.

De acordo com Romero Rodrigues, mais do que uma vida profissional irretocável, Benedito Brilhante se tornou uma referência para muitas gerações de médicos por conta de sua rica história de vida. Natural de Brejo do Cruz, recebeu em setembro de 2015 o título de Cidadão Campinense da Câmara de Vereadores.

O ortopedista, que terminou o curso de Medicina com 36 anos de idade, só conheceu o pai aos 50 anos de idade e foi criado pela mãe, Benedita Fernandes Brilhante, com ajuda apenas da avó materna. Antes de concluir medicina, fez o curso de marceneiro no Senai e, no Exército Brasileiro, chegou ao posto de primeiro-sargento e, posteriormente, Instrutor de Educação Física nos Colégios Estaduais da Prata e de Bodocongó, nesta cidade.

Pai de seis filhos, Dr. Brilhante foi casado com a companheira Nancy ao longo de 53 anos e era orgulhoso por ter-se tornado também professor na mesma Faculdade onde se formou.

O corpo de Dr. Brilhante foi velado no cemitério Campo Santo Parque da Paz, no distrito industrial campinense e sepultado no final da tarde no mesmo local.

MaisPB

Leia Também