João Pessoa, 10 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EXTORSÃO

Filho de delegado é preso ao se passar por policial civil em Campina Grande

Comentários:
publicado em 02/09/2014 às 18h52

O filho de um delegado da Polícia Civil foi preso dentro de um motel na noite da última segunda-feira (1), em Campina Grande, no Agreste paraibano.

Júlio Wolhfagon Lucena de Lima, 30 anos, é suspeito de participar de um esquema de extorsão, comandado pelo pai dele, o delegado Júlio Ferreira de Lima, conhecido como Júlio Panda, preso em agosto deste ano.

O delegado e superintendente da Polícia Civil de Campina Grande,  Marcos Paulo, quando Júlio Panda foi preso, a polícia começou a receber diversas denúncias através do 197 informando sobre a participação do rapaz, que se passava por policial civil, no esquema de extorsões.

“Fizemos o levantamento e confirmamos que, após a prisão do delegado, o jovem ameaçou a família de comerciantes que denunciou o esquema e, logo em seguida, fugiu”, revelou Marcos Paulo,

Durante o processo de investigação, Júlio Wolhfagon saiu de Campina Grande e tentou se esconder em cidades da Paraíba e Pernambuco, passando por Patos (PB) e Petrolina (PE).

No entanto, o homem foi preso e será indiciado pelos crimes de extorsão, usurpação de função pública e ameaça.

MaisPB

Leia Também